fechar

Vacinação contra a gripe chega à metade em Venâncio

por: Débora Kist
Data: 06/05/2019 | 10:21
Foto: Débora Kist / Folha do MateDia D ocorreu sábado, 4, em vários postos de Venâncio
Dia D ocorreu sábado, 4, em vários postos de Venâncio

Venâncio Aires e quase todos os municípios brasileiros abriram seus postos de saúde no último sábado, 4, para dar uma "mexida" na campanha de vacinação contra a gripe. Em todo o país, os números estão abaixo da meta.

O que ajuda a explicar é o prazo da campanha, que vai até 31 de maio. E no Rio Grande do Sul, onde o frio ainda não deu as caras, casos de gripe parecem "longe". Em Venâncio, somando todos os grupos prioritários, foram 10.189 doses aplicadas até o fim de semana - 48% de uma população-alvo de 20.973. Chegando a esses 20 mil, será alcançada a meta, que é de 90% de um total de 22 mil pessoas.

Praticamente na metade do caminho, a enfermeira responsável pelo setor de imunizações, Carla Lili Müller, entende que os números já poderiam ser melhores. 'Como a campanha se estende muito, as pessoas esperam', considera.

Quem ainda não se vacinou, tem até o fim do mês para procurar uma unidade de saúde do município. Devem tomar a vacina idosos, crianças de seis meses a menores de seis anos, grávidas, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, indígenas, professores, integrantes das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, presos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e asma.

É preciso tomar a vacina todo ano porque ela é feita de acordo com os vírus que estão circulando mais. Nessa temporada, a dose protege contra três tipos de vírus Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. Até fazer efeito no organismo, são cerca de duas semanas.

NÚMEROS

Até o fim de semana, Venâncio Aires tinha os seguintes índices: 47,3% das crianças, 39,6% dos trabalhadores de saúde, 72,7% das gestantes, 63,2% das puérperas, 48,7% dos idosos e 80,9% dos professores.