fechar

Técnico agrícola explica importância dos cuidados com o solo

por: Claudio Froemming
Data: 10/08/2016 | 16:13

'A capacidade produtiva da nossa agricultura é fantástica. Em poucos anos passamos dos 80sc/ha de milho para 200 ou mais. Existem ofertas de insumos para todas as culturas e de todas as qualidades, mas e nosso solo? como anda nossa principal fonte de recursos', questiona o técnico agrícola, Marcos Antonio Trost.

Ele explica que a terra onde se produz exige cuidados especiais, iniciando por uma correta coleta de solos para análise de suas condições químicas e físicas, passando pela interpretação e recomendações adequadas de fertilizantes e corretivos. A análise não serve apenas como documento necessário para busca de financiamentos nas instituições financeiras, ela é fundamental para aumentar a renda do produtor.

'Entender as necessidades do solo e da planta são excenciais para que possamos nutrí-los de maneira adequada mantendo o sistema equilibrado, e nesse ponto, muitos produtores rurais optam por escolher os insumos mais baratos em detrimento a qualidade', destaca o técnico agrícola. Nos fertilizantes se encontram muitas composições diferentes de uma mesma forma básica, como por abaixo no adubo 05 - 20 - 20 onde uma tonelada básica desse produto, possui garantia da legislação da seguinte forma: 50 kg de N ( Nitrogênio ); 200 kg de P ( Fósforo ); 200 kg de K ( Potássio ), totalizando 450 kg de nutrientes e os outros 550 kg?

'Aí encontramos a primeira diferença nos preços. Nesse enchimento estão colocados alguns sacos a mais ou a menos do lucro ao final da safra, atentem a isso. Importante cuidar também da granulometria e o peso de cada nutriente. Optem por produtos que possuam o NPK no grão, isso define a homogeneidade da aplicação e uma lavoura mais uniforme', garante o técnico agrícola.

Além disso, é preciso disponibilizar os nutrientes à planta e para isso, uma correção de solo e o sistema de cultivo adotado são importantes. No caso do plantio direto, é necessário estruturar o solo adequadamente, sob pena de não se arrepender posteriormente. Uma boa subsolagem melhora a aeração do solo, aumentando as condições das raízes se desenvolverem e buscarem seus nutrientes, auxiliando nos períodos de estiagem e melhorando a infiltração de água nos períodos chuvosos.
A cobertura de solo deveria se fazer presente o ano todo, pois solos descobertos favorecem a erosão, desiquilibram a vida no ambiente aumentando o aparecimento de pragas e doenças e perdem umidade mais cedo, entre outras. 'Existem detalhes que definem nossa atividade, alguns deles acabam passando despercebidos, mas o cuidado com o nosso solo definirá nossa continuidade na atividade de maneira sustentável e lucrativa', afirma Marcos Trost.

Foto: Claudio Froemming / divulgaçãoSolo deve ficar protegido
Solo deve ficar protegido