fechar

População de Mato Leitão realiza manifesto e Prefeitura anuncia decreto de calamidade

por: Folha do Mate
Data: 24/05/2018 | 16:06

A onda de protestos pela atual situação do país e, em especial a greve dos caminhoneiros, mobilizou também a comunidade de Mato Leitão na tarde desta quinta-feira. Por cerca de 30 minutos o cruzamento das ruas Leopoldo Hinterholz e Cônego Pedro Henrique Vier ficou totalmente bloqueada.

A manifestação reuniu comerciantes ligados à Associação Comercial e Industrial (ACI), estudantes, servidores públicos e pessoas da comunidade. 'Esse não é um movimento só dos caminhoneiros', disse o vereador Elton Ulhmann. O protesto teve compreensão e apoio dos motoristas e pessoas que circulavam pelo centro da cidade.

Foto: Renê Ruppenthal / Folha do Mate Mobilização trancou principais vias durante 30 minutos ontem à tarde
Mobilização trancou principais vias durante 30 minutos na tarde de hoje

Tendo em vista o desabastecimento de combustível dos veículos e máquinas a Prefeitura de Mato Leitão anunciou nesta  tarde um decreto de situação de calamidade pública. A falta de combustível se agravou e a tendência é de que o produto não esteja mais disponível a partir desta sexta-feira, nos postos do Município.

A partir de decreto entram em vigor medidas administrativas básicas para racionalização da utilização dos veículos oficiais. O uso somente poderá ocorrer para atender medidas de extrema urgência. Ficam suspensas as obras que necessitam do apoio de máquinas do poder público, bem como demais serviços mantidos pelo Municípios.
O transporte escolar, oferecido pela frota da Prefeitura, poderão ser suspensos, casos esvaziem os estoques nos ônibus. O decreto de situação de calamidade pública terá duração até 31 de maio, podendo ser prorrogado, caso persista a necessidade.

KIOSQUE
No Posto Kiosque, único no Município que ainda tinha combustível, a movimentação de motoristas foi intensa nesta quinta-feira, 24. Filas foram registradas desde as primeiras horas da manhã com venda restrita para atender o maior número possível de pessoas. Em apenas um turno, foram comercializados mais de 2 mil litros de gasolina.

Foto: Renê Ruppenthal / Folha do MateMuito movimento, ontem, no único posto que ainda tinha combustível
Muito movimento, ontem, no único posto que ainda tinha combustível
Foto: Renê Ruppenthal / Folha do MateMoradores usaram bandeiras do Brasil para representar o pedido por mudanças
Moradores usaram bandeiras do Brasil para protestar