fechar

EMEF Adélia de Vale Verde recebe acervo literário do MEC

por: Claudio Froemming
Data: 10/06/2017 | 13:53
Foto: Claudio Froemming / divulgaçãoEscola Adélia recebeu 68 livros do MEC
Escola Adélia recebeu 68 livros do MEC

Na semana passada, a EMEF Adélia Figueiredo de Menezes foi beneficiada com um acervo literário disponibilizado pelo Ministério da Educação (MEC), onde a mesma recebeu 68 livros, que serão usados pelos alunos, como forma de possibilitar uma biblioteca na própria sala de aula, incentivando e contribuindo para a prática leitora dos educandos.
'Cabe destacar a qualidade do material, sendo ricos nas ilustrações e linguagem. Assim, é de responsabilidade de todos, cuidar bem destes livros, para que possam servir de diversão e suporte para muitas crianças', destacou a diretora Cristina Kaufmann.
Conforme a coordenadora pedagógica Letícia Mahl, 'estes livros vem de encontro com a adesão da rede municipal de ensino às ações do Pacto, sendo que isto está descrito no próprio material de apoio que acompanha o acervo. É de fundamental importância que os docentes se apropriem deste acervo observando a poética, a sonoridade e as diversas temáticas que integram os livros', disse ela.
O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - PNAIC foi implantado na rede municipal de ensino de Vale Verde no ano de 2012. O Pacto é um Programa em nível federal, que busca parcerias entre os entes federativos com o intuito de mobilizar esforços e recursos para a formação continuada de professores alfabetizadores em serviço. O programa proporciona materiais didáticos para as crianças, cadernos de formação para professores e sistemas adequados de avaliação, gestão e monitoramento.
Na escola Adélia, que atende alunos da Educação Infantil e Anos Iniciais, o principal objetivo da instituição de ensino é a alfabetização e o letramento, com foco na apropriação do sistema de escrita pelos alunos. A meta é de que ao final do 3º ano, as crianças possam ter a compreensão do funcionamento do sistema de escrita, o domínio das correspondências grafofônicas, mesmo com o domínio de algumas convenções ortográficas regulares e irregulares que exijam conhecimentos morfológicos mais complexos. Também a fluência de leitura e o domínio de estratégias de compreensão e de produção de textos escritos.
Nessa perspectiva, a coordenadora local do Pnaic, Rosani Maria Kanitz e a orientadora de estudos, professora Letícia Mahl, atuam de forma incessante, procurando auxiliar e orientar o grupo de professores responsáveis pelo Ciclo de Alfabetização, do 1º ao 3º ano na escola Adélia.