fechar

Correio de Vale Verde sofre assalto pela segunda vez

por: Claudio Froemming
Data: 26/12/2017 | 17:32
Fenachim
Foto: Claudio Froemming / Folha do MateCâmeras podem auxiliar Polícia Federal a descobrir a identidade do criminoso que assaltou o Correio em plena luz do dia
Câmeras podem auxiliar Polícia Federal a descobrir a identidade do criminoso que assaltou o Correio em plena luz do dia

Na manhã da terça-feira, 26, o Correio de Vale Verde que fica na Avenida Assis Brasil, próximo a um ponto de ônibus, foi alvo de mais um assalto, pois em 2012 ocorreu um fato semelhante. Conforme o comandante da Brigada Militar do município, sargento Velten, uma ligação atendida próximo às 11h30min dava conta de uma ação criminosa. Então ele se dirigiu ao local e quando chegou o meliante já havia se evadido.
Ao adentrar no prédio encontrou a atendente ainda amarrada nas mãos e nos pés e após liberá-la, saiu em busca do suspeito da ação. Porém como nada foi encontrado, ligou imediatamente para a Polícia Federal, que é o órgão responsável pelos Correios.
Eles estiveram em vale Verde onde fizeram levantamento de pistas que possam levar ao criminoso, já que informações dão conta de que era somente um homem. Como não estava com o rosto coberto, pode ter sido gravado pelas câmeras de segurança existentes no Correio.
Segundo uma testemunha que não quis se identificar, ele estranhou quando a porta do banco se fechou minutos antes do horário habitual, mas achou que era porque a atendente iria pegar o malote de correspondências que chega com um ônibus próximo ao meio dia. Contou que uma máquina retroescavadeira operava ao lado do prédio, fato que também tirou a atenção dos que passavam, e talvez por isso, demoraram alguns minutos para escutar os gritos da atendente, que chamava por ajuda após a fuga do ladrão.
Disse ainda que pelo menos três pessoas foram até a porta da agência e voltaram quando viram que estava fechada, e que eram possíveis clientes. Segundo a Brigada a atendente teve uma arma apontada e foi ordenada a fechar a porta e obedecer aos seus comandos, sendo que o ladrão roubou dinheiro do caixa e do cofre. A quantia não foi revelada e a atendente não se feriu.