fechar

PT solicita devolução de homenagens dadas por Marisa Formolo

por: Guilherme Siebeneichler
Data: 26/01/2015 | 16:19

Depois de cinco horas de reunião nesta segunda-feira, 26, a executiva estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) sugeriu que a deputada Marisa Formolo devolva as medalhas concedidas a 21 familiares na última quarta-feira, 21, na Assembleia Legislativa.

O partido também decidiu orientar a bancada a abrir um debate sobre a elaboração de critérios para a concessão de homenagens na próxima legislatura. No caso do PT, todas as honrarias deverão passar por aprovação de toda a bancada.

A reunião na sede do diretório estadual, teve início às 9h e também tratou sobre outros temas, como a conjuntura econômica do País. A deputada chegou ao local por volta das 10h30 para prestar esclarecimentos sobre a atitude tomada e disse à Rádio Gaúcha que estava "tranquila", já que seguiu as regras da Assembleia na concessão das honrarias. Ao deixar o prédio, no entanto, a petista não quis comentar a posição da executiva.

Em solenidade no parlamento, filhos, irmãos, e até cunhados e genros da deputada foram homenageados. O irmão de Marisa, Armando Formolo, recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha, a principal honraria do parlamento gaúcho.

HOMENAGENS

A deputada estadual do Rio Grande do Sul Marisa Formolo (PT) resolveu usar os últimos dias do seu mandato para homenagear a sua família em uma solenidade na Assembleia Legislativa. Ao todo, dez medalhas foram distribuídas. Segundo a deputada, o gesto foi um agradecimento pelo apoio que recebeu deles enquanto exercia o seu mandato. A família Formolo é formada por líderes comunitários, políticos, dirigentes de entidades de classe de trabalhadores e empresários na região de Caxias do Sul, na Serra. Segundo a deputada, que não se reelegeu, a intenção das homenagens era agradecer e reconhecer a importância dos familiares na sua atividade como parlamentar.