fechar

Mandatos: Anos de 1983 a 1988

Inauguração do Corpo de Bombeiros e emancipação financeira da Câmara foram alguns dos feitos que marcaram este mandato.

por: Mônica da Cruz
Data: 03/10/2015 | 08:30

Irineu Bogorni: envolvimento com a comunidade

Irineu Bogorni, hoje com 72 anos, resolveu investir na carreira política por ser muito conhecido em Venâncio Aires. O ex-vereador conta que por trabalhar em uma antiga empresa do município, e por causa das festas que ela atendia, seu envolvimento com a comunidade foi se tornando frequente e cada vez mais reconhecido.

Por causa disso, a candidatura foi uma "consequência". Logo na primeira tentativa, em 1982, Irineu se elegeu, e em 1983, se tornou presidente do Legislativo. De sua época como vereador, ele destaca a inauguração do Quartel dos Bombeiros e o terminal rodoviário Alfredo Scherer. Sobre a evolução e mudanças da Câmara de Vereadores de Venâncio Aires, Irineu comenta que a Casa expandiu muito.

No início eram 15 vereadores e apenas um secretário-executivo, o Dr. Joaquim Côrrea Lima, e hoje, cada vereador tem seus assessores e mais o assessor jurídico do próprio Legislativo.

Além disso, o ex-vereador destaca que hoje a Câmara possui sede própria, diferente de sua época, que era no prédio da prefeitura, e que, antigamente, não havia orçamento próprio. Irineu lembra que após deixar o PMDB, trouxe novamente a sigla do PTB para Venâncio.

***

Cerca de 30 anos dedicados à Legislatura

Na política desde 1981, o advogado Paulo Mathias Ferreira relata que tudo começou quando era presidente da Juventude de Tangerinas. Por ser do interior e não conhecer o município, o ex-vereador viu nessa situação uma oportunidade de se tornar conhecido e reconhecido, ainda mais por desejar seguir a carreira na advocacia.

O advogado conta que, na época, fez uma campanha bem simples, porém foi o terceiro mais votado, com 664 votos. Desse momento em diante, Paulo Mathias tomou gosto pela política e desde então seguiu na carreira. Vereador por sete mandatos ininterruptos, o que equivale a 30 anos, o advogado foi presidente do Legislativo por três vezes, em 1988, 2005 e 2012.

Em 2005, Paulo Mathias conta que começou a construção do atual prédio da Câmara. 'Levantei as paredes do prédio, digamos assim.' No mesmo ano, o vereador fez a emancipação da Casa. Segundo ele, a Câmara era ligada ao Executivo e, por isso, ela não possuía contabilidade própria. Para mudar essa situação, foi contratado um contador, e passou a ter o duodécimo.

A emancipação da Câmara foi a coisa mais importante que fizemos. Não éramos um poder separado, porque estávamos atrelados ao Executivo.

Uma das coisas mais importantes para o ex-vereador, é trabalhar em prol da comunidade. Para Paulo Mathias, é preciso pensar na população que elegeu o vereador, já que a comunidade quer que ele, como representante, faça o bem para ela.


FATOS HISTÓRICOS
>> ZONA URBANA
Na ata de 18 de junho de 1984, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei nº 012, do Executivo municipal, que ampliou os limites da zona urbana da cidade.

>> TREVOS DE ACESSO
Na ata de nº 37/38, consta a proposta do vereador Orlando Machado da Silva, para que a Secretaria de Transporte construísse trevos de acesso às estradas municipais de Linha Palanque, Linha Travessa, Linha Grão-Pará, Linha Santo Antônio - Palanque, Acesso rua 7 de setembro - centro, Acesso Voluntários da Pátria - cidade, Linha Arlindo, Ponte Queimada, Estância Mariante, Linha Mangueirão, Picada Mariante e Rincão dos Souza.

>> DELEGACIA DE POLÍCIA FEMININA
Na ata de nº 07/85, de 17 de março de 1986, há a proposta da vereadora Rejane Rüdiger Pastore, para a solicitação de uma Delegacia de Polícia Feminina em Venâncio Aires.

>> BOMBEIROS
A ata de 2 de outubro de 1987 fala sobre a autorização de serviços junto a guarnição do Corpo de Bombeiros da cidade.