fechar

Jairo Jorge defende a desburocratização e redução de impostos

por: Carlos Dickow
Data: 16/05/2018 | 07:00
Foto: Cristiano Kaufmann / AI PDTAntes de deixar a cidade, Jairo Jorge, acompanhado de pedetistas venâncio-airenses, participou do plantio de uma árvore na Praça Evangélica
Antes de deixar a cidade, Jairo Jorge participou do plantio de uma árvore na Praça Evangélica

Respaldado por resultados positivos obtidos à frente da Prefeitura de Canoas - município da Região Metropolitana de Porto Alegre -, o jornalista Jairo Jorge (PDT) pretende voar mais alto em 2018, até chegar ao Palácio Piratini. Pré-candidato do partido ao Governo do Estado, ele passou por Venâncio Aires nesta terça-feira, 15, visitou a Folha do Mate e falou sobre seus projetos para o Rio Grande do Sul. Ao comentar sobre os problemas enfrentados pelo Estado atualmente e quais medidas poderiam ser aplicadas em um eventual governo, o pré-candidato elencou dois pontos, especialmente: redução da carga tributária e desburocratização.

De acordo com Jairo Jorge, 'o Rio Grande do Sul precisa urgentemente voltar a crescer'. Mudanças na legislação ambiental e na estrutura do governo precisam ser implementadas logo na arrancada de um mandato. 'A média de tempo para liberação de uma licença ambiental, hoje, é de 900 dias. Deve ser de até 60 dias, no máximo, para dar celeridade aos processos e permitir o crescimento do Estado do Rio Grande do Sul. Logicamente, sem esquecer da responsabilidade', argumentou. No que tange as questões ambientais, o planejamento do pré-candidato inclui a divisão das responsabilidades com os municípios. 'Há situações em que as demandas podem ser resolvidas na esfera municipal, talvez 40% do total', sustentou o pedetista.

TRÊS NÍVEIS - Em relação à estrutura administrativa do Piratini, ele declarou que pretende eliminar organogramas de seis, sete e até oito níveis hierárquicos, para três patamares, apenas. 'Essa medida proporciona a decisão mais rápida das nossas demandas. Precisamos ser resolutivos, pois servimos 11 milhões de gaúchos', disse. Além disso, a intenção do pré-candidato é implementar as governanças regionais, a exemplo do que fez Alceu Collares, também do PDT e que governou o Rio Grande do Sul de 1991 a 1994. 'Teremos secretários de Estado em cada uma das regiões dos Coredes (Conselhos Regionais de Desenvolvimento)', assegurou.

Outros destaques

? Jairo Jorge falou ainda sobre o momento de sua pré-candidatura. Avaliou como positiva a aceitação do eleitorado e que, atualmente, o nome apresentado para a pré-candidatura a vice-governador é o de Cláudio Bier (PV), 'um industrial de sucesso e pai do ex-deputado Mano Changes'.

? O PV é o único partido já fechado com o PDT, mas Jairo Jorge lembra que a legenda articula com outras dez siglas a possibilidade de coligação. O 'sonho' do pré-candidato, como ele mesmo definiu, é contar com um nome do PSB na sua chapa.

? Heitor Schuch abriu mão da possibilidade para concorrer à reeleição para deputado federal. Beto Albuquerque e José Fortunati seriam os candidatos ao Senado na aliança - o PDT não indicaria ninguém -, mas falta azeitar a parceria.

? Até porque o PSB também ventila estar ao lado de José Ivo Sartori (MDB), que tentará se reeleger. 'O cenário é esse. Gostaria muito de ter o PSB ao meu lado e vamos continuar a caminhada para fortalecer a pré-candidatura', comentou.

VENÂNCIO AIRES

1 - A respeito de Venâncio Aires, Jairo Jorge afirmou que o município será de fundamental importância na sua campanha, especialmente se a parceria com o PSB for fechada. Dessa forma, ele teria, em um mesmo palanque eleitoral, o ex-prefeito Airton Artus (PDT) e o atual chefe do Executivo, Giovane Wickert (PSB). 'Se acontecer, será tranquilo, pois são dois grande amigos e parceiros meus', falou.

2 - Entre as demandas municipais, destacou a necessidade de contribuir com a consolidação do novo Distrito Industrial, em Vila Estância Nova; aumentar o efetivo da segurança pública, especialmente da Brigada Militar; resolver o problema do trevo de acesso ao bairro Coronel Brito; e trabalhar pelas duplicações das ERSs 287 e 453.

3 - Airton Artus, que acompanhou Jairo Jorge na visita à Folha do Mate, declarou que sua pré-candidatura à Assembleia Legislativa 'é pela cidade, e não contra o governo'. Disse que não vê problemas em dividir o mesmo espaço com o prefeito Giovane Wickert e que está preocupado de verdade em colaborar para o crescimento de Venâncio Aires e do Rio Grande do Sul. 'Qualquer grupamento que se forme em torno do nome do Jairo tem meu apoio. O importante é que criemos condições de governabilidade', analisou.

'Não adianta mais elevar impostos, vender empresas públicas e usar depósitos judiciais, que é o que todos os governadores, depois do Collares, vêm fazendo. Temos que buscar inovações. Impostos em excesso causam a paralisia da nossa economia. Precisamos, sim, reduzir impostos e perseguir o aumento da arrecadação, com reestruturação da máquina pública.'

JAIRO JORGE
Pré-candidato do PDT ao Governo do Estado