fechar

Câmara aprova redução do recesso parlamentar

por: Carlos Dickow
Data: 13/03/2018 | 16:13
Foto: Carlos Dickow / Folha do MateSessão de segunda-feira, 12, marcou o retorno da pedetista Cleiva Heck à Câmara. Ela assumiu na vaga de Ana Cláudia do Amaral Teixeira, por 15 dias, e completará um mês no Legislativo no lugar de Tiago Quintana, que também já comunicou afastamento temporário
Sessão de segunda-feira, 12, marcou o retorno da pedetista Cleiva Heck à Câmara. Ela assumiu na vaga de Ana Cláudia do Amaral Teixeira, por 15 dias, e completará um mês no Legislativo no lugar de Tiago Quintana, que também já comunicou afastamento temporário

A partir de 2019, os vereadores de Venâncio Aires não terão mais 45 dias de recesso nas atividades, como ocorreu neste ano, por exemplo. Com a aprovação, por unanimidade, do Projeto de Resolução de Plenário número 004/2018, na sessão da Câmara desta segunda-feira, 12, o "descanso" passa a ser de 30 dias. A iniciativa foi de Eduardo Kappel (Progressistas), que defendeu que os parlamentares, agora, 'terão o mesmo tempo de folga que qualquer trabalhador'.

A exceção será o primeiro ano de cada legislatura, quando não há recesso, justamente pelo fato de ser o começo dos trabalhos de uma nova turma de parlamentares. Embora a proposta tenha obtido a unanimidade, vários vereadores se manifestaram sobre o assunto, sempre destacando que o mandato não permite tirar férias, já que o vereador está sempre envolvido com a comunidade e buscando soluções para as mais variadas demandas, que se apresentam o ano todo.

'Vereador não tem férias, não deixa de trabalhar, apenas existe o período em que não precisa estar aqui. Mas, se é convocado, comparece e não recebe nada a mais por isso', argumentou Izaura Landim (MDB). Sid Ferreira (PDT) ressaltou que, embora exista a previsão de recesso no início do ano, o Legislativo não deixa de funcionar. 'Eu mesmo compareço a esta Casa com certa frequência no recesso. E é importante lembrar que os servidores não paralisam', disse o pedetista.

INTEGRAL - Cleiva Heck (PDT) - que voltou ao Legislativo por conta da licença de Ana Cláudia do Amaral Teixeira (PDT) -, Ezequiel Sthal (PTB), Clécio Espíndola, o Galo (PTB) e Gilberto dos Santos (PTB) destacaram que o parlamentar deve estar integralmente à disposição do mandato e, também, que não para de trabalhar, 'pois comparece a festas nos fins de semana', comentou Santos. A presidente da Câmara, Sandra Wagner (PSB), declarou que 'os vereadores estão adequando uma distorção na legislação'.

A cobertura completa da sessão da Câmara de Vereadores de segunda-feira, 12, pode ser conferida na edição impressa da Folha do Mate de amanhã.