fechar

Vítima de acidente será sepultada neste domingo

por: Carlos Dickow
Data: 18/11/2018 | 00:36
Vivo

Será sepultado na manhã deste domingo, 18, no Cemitério da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, em Linha Araçá, o corpo de Esequiel Elder Meurer, de 34 anos, taxista que morreu após se envolver em um acidente de trânsito na manhã deste sábado, 17, por volta das 6h, no quilômetro 6 da RSC-453, bem próximo ao acesso a Linha Grão-Pará.

Meurer conduzia um táxi, com placas de Venâncio Aires - no sentido Mato Leitão-Venâncio Aires -, que colidiu frontalmente contra um micro-ônibus, também de Venâncio Aires, que levava 15 pessoas para Gramado e seguia no sentido contrário. Pelo menos dez passageiros do micro-ônibus sofreram ferimentos e precisaram ser conduzidos por ambulâncias do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para o Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Em razão do acidente, a rodovia chegou a ficar bloqueada por mais de uma hora, nos dois sentidos, quando profissionais do Instituto Geral de Perícias (IGP) fizeram o levantamento das informações acerca da ocorrência. O fluxo só foi completamente normalizado depois das 11h, quando a pista foi lavada e os veículos envolvidos retirados no local. Durante a ocorrência, que contou com policiais do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), houve autuação de um condutor que, ao passar pelo local, captou imagens do acidente com um telefone celular enquanto estava ao volante.

O motorista do micro-ônibus, Rogemar Gabriel Aguiar Pressler, de 36 anos, disse que viu o táxi (um veículo Siena) trafegando na contramão e foi para o acostamento, mas teve que voltar para a sua pista normal porque o Siena também acabou indo para o acostamento. 'Fui para o lado porque pensei que ele ia passar pelo acostamento, mas tive que voltar para a pista porque notei que no acostamento a gente ia bater. Quando retomei o tráfego na minha pista normal, o táxi deu uma guinada e eu só escutei o estouro. Voou caco de vidro para todos os lados, era fumaça que não dava para enxergar quase nada', afirmou Pressler.

Quando tomou conhecimento de que o motorista do táxi havia falecido e ficou sabendo quem era, o condutor do micro-ônibus disse que 'há duas semanas, ele viajou comigo'. Segundo informações apuradas no local da colisão, os dois motoristas moravam quatro quadras de distância, entre os bairros Aviação e Bela Vista. Esequiel Elder Meurer deixa a esposa, uma filha de quatro meses, pais e irmão. A missa de corpo presente está marcada para as 8h30min e, logo após, ocorre o enterro. O corpo precisou ser levado até Cachoeira do Sul para necropsia. Os serviços fúnebres estão sob responsabilidade da Organização Kist.