fechar

Ronda: as ocorrências atendidas por Polícia Civil e Brigada Militar em Venâncio

por: Carlos Dickow
Data: 08/02/2019 | 08:30
Foto: Divulgação / Folha do MateChamas assustaram moradores das proximidades, mas não atingiram outras construções
Chamas assustaram moradores, mas não atingiram outras construções da região

INCÊNDIO - O Corpo de Bombeiros de Venâncio Aires combateu, na manhã de ontem, um incêndio ocorrido no prédio da antiga Móveis Projeto, no bairro Bela Vista. A corporação foi acionada por volta das 7h e, ao chegar ao local da ocorrência, constatou que as chamas tiveram início em uma estufa de secagem de materiais. Segundo os bombeiros que participaram do atendimento, aproximadamente 200 metros quadrados da estrutura foram atingidos e vários itens que estavam depositados no prédio acabaram consumidos pelas labaredas. Apesar do susto, não houve feridos e as construções próximas não foram atingidas. O prédio não tem abastecimento de energia elétrica, no momento, o que pode ter evitado um dano maior. Há a suspeita de que autores de furtos de fios tenham utilizado o local para queimar o material que isola o cobre - que tem valor comercial e receptadores interessados - e perdido o controle sobre o fogo, que se alastrou.

VULNERÁVEL - Vítima, que atualmente está com 19 anos, procurou a Polícia para relatar que sofreu abuso de um homem por vários anos. Conforme ocorrência registrada na DPPA, desde muito pequeno conviveu com o suspeito, que era conhecido de seus pais e não tinha filhos. O homem o presenteava com dinheiro e roupas - normalmente cuecas - e pedia para vê-lo nu e mexer em seus órgãos genitais. Ainda segundo o relato, o suspeito dizia que os dois deveriam manter em segredo o que acontecia quando se encontravam. A vítima informou que precisava 'enrolar' o homem quando pedia para que se masturbasse na sua frente, com o argumento de que queria acompanhar o seu crescimento para saber se estava tudo bem. O jovem disse que nunca havia comentado sobre os episódios com ninguém, mas um dia se sentiu mal e decidiu se abrir com a namorada e os pais. À Polícia, afirmou que vários menores costumam frequentar a casa do suspeito e que desconfia que possam estar passando pela mesma situação que enfrentou. O delegado Felipe Staub Cano determinou a instauração de inquérito para apurar a denúncia.

PRAÇA - Ocorrência registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) dá conta de que um homem de 53 anos teve uma pasta, onde estavam documentos e cartões, furtadas na madrugada de ontem, na Praça da Matriz. Segundo o relato, por volta da 1h30min ele estava em um banco da praça quando foi abordado por um rapaz, que pediu um cigarro. A ausência da pasta foi notada quando o desconhecido já havia se afastado do local, por isso a suspeita de que tenha sido ele o responsável pelo sumiço do objeto. As características do homem foram repassadas à Polícia.

ESTELIONATO - Uma mulher registrou na DPPA que recebeu ligação de uma agência bancária para ser informada sobre um saque de R$ 5 mil de sua conta. Pelo aplicativo do banco, confirmou que o valor havia sido sacado, mas não por ela. Uma outra pessoa, que estaria com o RG da titular da conta e seria parecida com ela, conseguiu retirar o dinheiro no caixa. Imagens das câmeras de vigilância do banco serão analisadas para que a responsável pelo estelionato seja descoberta. A vítima estranha o fato de a golpista ter uma identidade sua, pois afirma nunca ter perdido o documento e acredita que se trate de uma falsificação.

FURTO - Dois notebooks, uma pasta e uma mochila de couro e um óculos solar foram levados do interior de um veículo HB 20 que havia ficado estacionado em frente a uma churrascaria, localizada às margens da RSC-287, por volta das 12h30min de quarta-feira, 6. Donos dos objetos furtados, dois representantes comerciais, que se deslocaram de São Leopoldo para Venâncio Aires, relataram na DPPA que notaram a fechadura da porta do motorista arrombada quando deixaram o estabelecimento, após o almoço.

SALÁRIO - Trabalhador fez registro na Polícia dando conta de que teve R$ 870 roubados em plena via pública, por volta das 12h40min de quarta-feira, 6. De acordo com o relato, a vítima saiu da empresa onde trabalha, às margens da RSC-453, e foi até uma agência bancária, onde fez o saque do salário do mês. Depois de ter comido um lanche em estabelecimento da região central, retornava para o serviço, empurrando a bicicleta, quando teria sido abordado por dois criminosos, que chegaram em uma motocicleta e exigiram a carteira da vítima. Assustado e devido à rapidez com que tudo ocorreu, ele não conseguiu notar características dos ladrões nem da motocicleta.

GOLPE - Funcionária de um posto bancário da região central de Venâncio Aires fez três depósitos de R$ 1 mil cada, em diferentes contas, acreditando que estava seguindo orientações de um gerente de agência. Ela atendeu ligação de uma pessoa que se identificou como representante da instituição e que solicitou as transações para confirmar o aumento do limite de saques (de R$ 1,5 mil para R$ 2 mil) e depósitos (de R$ 1 mil para R$ 1,5 mil). Quando foi orientada a realizar uma quarta transferência, suspeitou que pudesse ser um golpe e chamou uma colega, que fez contato com representantes do banco e confirmou a fraude. As informações foram repassadas à Polícia, que vai rastrear os valores em busca dos envolvidos no crime.

CIGARROS - É provável que o motorista de um veículo Fiorino, pertencente a uma fumageira de Venâncio Aires e que transportava cigarros, na manhã de ontem, tenha escapado de um assalto. De acordo com informações repassadas pela Brigada Militar, o condutor teria percebido uma EcoSport branca em atitude suspeita, assim que deixava a empresa com a carga de cigarros. Decidiu retornar à fumageira e notou a fuga do automóvel suspeito. A comandante da 3ª Companhia da Brigada Militar, capitão Michele da Silva Vargas, informou que a EcoSport já teria sido flagrada em ações semelhantes na região do Vale dos Sinos e que pode estar com as placas clonadas.