fechar

Helicóptero da BM vigia Venâncio

por: Carlos Dickow
Data: 13/02/2019 | 07:00

Um helicóptero da Brigada Militar (BM) tem sido notado em sobrevoos esporádicos em Venâncio Aires desde o início do ano. Ontem, a corporação informou que as ações fazem parte da Operação Diamante, assim denominada pelo fato de que a BM consegue, com a utilização da aeronave, uma maior vigilância no que se refere à movimentação de criminosos e mapeamento de rotas de fuga. A operação foi desencadeada em novembro do ano passado, por determinação do Comando-Geral da BM, e tem o objetivo principal de evitar ocorrências de roubos a agências bancárias na modalidade "novo cangaço", quando moradores de municípios atacados por quadrilhas são usados como escudo humano.

Com este tipo de policiamento, a Brigada quer, além de coibir assaltos a bancos, reduzir o tempo de resposta em caso de roubos a agências ou quaisquer outros tipos de crime que sejam flagrados no momento do sobrevoo. As áreas sobrevoadas costumam ter a indicação do Setor de Inteligência, que tem buscado informações nos bastidores de quadrilhas e facções criminosas, com a intenção de se antecipar a possíveis ataques. Além de integrantes do Batalhão de Aviação da BM, os helicópteros - três são utilizados nestas operações pelo Rio Grande do Sul - também são tripulados por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), que podem ser desembarcados das aeronaves em caso de ocorrências.

Em recente passagem pela região, o capitão e piloto Douglas Chaves Correa explicou que o reforço aos efetivos do interior também é uma das finalidades do emprego de aeronaves na operação. Ainda de acordo com ele, unidades da BM de municípios são alertadas sobre a possibilidade de suporte ao policiamento por terra. 'São sobrevoos aleatórios, mas com prioridade para áreas apontadas como de maior incidência de crimes. Em caso de atitudes suspeitas, os PMs descem para as abordagens', esclareceu.

IMPORTÂNCIA
Comandante da 3ª Companhia da Brigada Militar de Venâncio Aires, a capitão Michele da Silva Vargas destaca a importância do apoio aéreo para o policiamento no município. 'Nós procuramos sempre intensificar o policiamento no horário comercial, inclusive nos dias de recebimento de aposentadorias e nos primeiros dias de cada mês, mas esta vigilância aérea é, sem dúvida, muito significativa', afirmou. Embora não haja histórico de ataques a banco em Venâncio Aires e região, a oficial entende que a prevenção nunca é demais. 'É mais uma forma de coibir ações criminosas', argumentou.

Foto: Divulgação / Brigada MilitarSobrevoos de aeronave da Brigada Militar na Capital Nacional do Chimarrão e vários outros municípios da região têm sido notados pelos moradores. É a Operação Diamante, que busca evitar, principalmente, ataques a agências bancárias no interior do Rio Grande do Sul
Sobrevoos de aeronave da Brigada Militar na Capital Nacional do Chimarrão e vários outros municípios da região têm sido notados pelos moradores. É a Operação Diamante, que busca evitar, principalmente, ataques a agências bancárias no interior do Rio Grande do Sul

Além de Venâncio Aires, outros municípios da 3ª Companhia da Brigada Militar contam com o patrulhamento aéreo, como Mato Leitão, Passo do Sobrado, Vale Verde, Boqueirão do Leão e General Câmara.

'Além da prevenção de crimes, o patrulhamento aéreo permite que tenhamos uma pronta resposta em caso de ocorrências como ataques a agências bancárias e outros tipos de roubos.'
MICHELE DA SILVA VARGAS
Comandante da 3ª Companhia da Brigada Militar de Venâncio Aires