fechar

Foragidos há mais de dois meses

Dois moradores de Venâncio Aires, envolvidos em assaltos e até em um homicídio, estão foragidos do sistema prisional

por: Alvaro Pegoraro | Edição: Fernando Uhlmann
Data: 13/03/2014 | 20:57

Dois moradores de Venâncio Aires, envolvidos em assaltos e até em um homicídio, estão foragidos do sistema prisional. Um deles é apontado como autor de um assalto, praticado na madrugada de ontem, contra uma agricultora que aguardava para pegar uma ficha, no posto de saúde central.

O crime foi praticado por volta das 2h30min. A agricultora Ivoni Reni Nowotny Siebeneichler, 50 anos, estava sentada em um dos bancos do posto de saúde, localizado na rua Reinaldo Schmaedecke, quando um homem sentou ao seu lado.

O indivíduo permaneceu conversando com a agricultora por cerca de uma hora. Disse que estava no local para pegar uma ficha médica para a companheira e deu o nome da mulher e outras informações.

Mas em um determinado momento, tentou roubar a bolsa da agricultora. A mulher resistiu e tentou evitar o assalto. Covardemente, Barrasco passou a agredí-la com socos. Depois, roubou o celular da vítima e saiu do local com uma bicicleta.

Acionada, uma patrulha da Brigada Militar foi ao local. A vítima contou o que tinha acontecido e moradores de rua que estava nas proximidades, disseram que o autor do roubo e das agressões era Barrasco.

A mulher disse que havia conversado com o assaltante e que ele forneceu o nome da sua companheira. Os brigadianos localizaram a mulher e ela confirmou que pediu para Barrasco pegar uma ficha para ela, no posto de saúde central. O acusado não foi localizado pela Brigada Militar.


 

Foto: Rodrigo Kist / Folha do MateBarrasco, 34 anos. Procurado por todo o estado
Barrasco, 34 anos. Procurado por todo o estado

Foragido

Consta no sistema informatizado na polícia que Barrasco está foragido desde o dia 2 de dezembro do ano passado. Ele cumpria pena no Presídio Estadual de Lajeado, de onde fugiu.
Na sua ficha de antecedentes, casos de assaltos, arrombamentos e até de uma tentativa de homicídio contra um brigadiano.
Em fevereiro de 2008, Barrasco foi preso em Salto do Jacuí e deu nome falso. Ficou no presídio até o mês de maio daquele ano, quando a polícia descobriu sua verdadeira identidade.

 

 

 

 

 

Foto: Rodrigo Kist / Folha do MateMano, 31 anos. Acusado por homicídio e diversos assaltos
Mano, 31 anos. Acusado por homicídio e diversos assaltos

Perigoso

O outro foragido é Émerson Luís da Silva, 31 anos. Mano, como é conhecido, tem uma extensa ficha criminal e condenações que chegam a 35 anos. Ele está foragido desde o dia 27 de janeiro, quando recebeu uma dispensa judicial e não retornou à Penitenciária Estadual de Uruguaiana.
A dispensa informa que ele visitaria familiares, em Venâncio Aires. Mano não retornou à cadeia e a polícia tem informações de que ele está na região. Inclusive, é apontado como autor de um assalto, em Santa Cruz, onde houve troca de tiros com a polícia.
Na sua ficha criminal, acusações de assaltos, tentativa de homicídio, de um homicídio e até de estupros. Mano é conhecido por resistir às abordagens policiais.
Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Barrasco ou de Mano, pode ajudar a polícia na
Basta ligar, anonimamente, para a Polícia Civil, através do número 197, ou à Brigada Militar, pelo 190.