fechar

Chefe de Secretariado da COP6 diz ser favorável ao produtor

por:
Data: 17/10/2014 | 10:29
Foto: Guilherme Siebeneichler / Folha do MateVera Luiza Costa e Silva, falou com exclusividade para a Folha do Mate
Vera Luiza Costa e Silva, falou com exclusividade para a Folha do Mate

Na opinião da Chefe de Secretariado da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco, Dra. Vera Luiza Costa e Silva, é fundamental garantir políticas públicas ao lado mais fraco da cadeia produtiva, que é o fumicultor. Para ela, com a redução de consumo é necessário pensar ações que possam garantir a permanência das famílias no campo e a manutenção de renda. 

A declaração foi concedida em entrevista exclusiva a reportagem da Folha do Mate, que acompanha todos os detalhes da Sexta Conferência das Partes, em Moscou na Rússia. 

Na avaliação de Vera, é necessário garantir ao plantador de tabaco uma atenção especial, especialmente no que se refere a saúde do trabalhador. "Sou completamente do produtor, e antes de vir para este evento, estávamos desenvolvendo trabalhos para entender exatamente como funciona o setor e quais programas poderão ser promovidos com os fumicultores, com a diminuição da comercialização de fumo no mundo." 

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA:

A sexta-feira, 17, foi de movimentação para a finalização dos textos que serão convencionados pelos países que fazem parte do tratado internacional. O documento que será lido em plenária final, neste sábado, é uma diretriz para que os governos utilizem na busca por diminuir  o consumo de cigarro.

Os temas que preocupam a cadeia produtiva são relativos a diversificação de culturas, se ocorrerá de forma gradual e com a participação dos produtores, o financiamento público das safras de tabaco e a responsabilização da indústria por danos ambientais que as lavouras possam ocasionar ou já causaram. 

A sexta edição do evento promovido pela Organização Mundial da Saúde encerra na tarde deste sábado, quando, em consenso com 179 delegações de países, serão firmados convênios para as políiticas que possam colaborar com a redução do consumo de cigarro. 

A cobertura da Folha tem o apoio de Prefeitura de Venâncio Aires, Sinditabaco, Caciva e Unisc.