fechar

Vem aí, a banda da escola Cidade Nova

por: Juliana Bencke
Data: 11/07/2018 | 09:30

Um sonho cultivado há anos, pela Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Cidade Nova, está prestes a se tornar realidade: a formação da banda da escola. Com os instrumentos de sopro e percussão doados pelo Serviço Nacional da Indústria (Sesi) guardados provisoriamente na sala de Informática, a instituição aguarda, apenas, o início das aulas de música.

Como atividade extraclasse para os alunos, os ensaios serão coordenados pelo professor e maestro Daniel Böhm, que atua na rede municipal de ensino. De acordo com a diretora Rosemeri Beier, hoje, ele estará na escola para conversar com estudantes interessados em participar da banda. 'Será mais um projeto para estimular as crianças a permanecerem mais tempo na escola. Sempre buscamos novas atividades para melhorar a comunidade', destaca.

Foto: Juliana Bencke / Folha do MateDiretora Rosemeri mostra, orgulhosa, os instrumentos e uniformes que serão utilizados pelos estudantes
Diretora Rosemeri mostra, orgulhosa, os instrumentos e uniformes que serão utilizados pelos estudantes

A expectativa é de que a banda estreie já no desfile de 7 de Setembro. Inicialmente, serão utilizados instrumentos de percussão: bumbos, surdos e caixas claras. Mais tarde, serão incluídos trombones de pisto e flautas doces sopranos. Todos os instrumentos foram doados pela banda do Sesi de Santa Cruz do Sul, há cerca de três meses.

O Sesi já é parceiro da escola, por meio do projeto 'Iniciação ao Esporte', com atividades físicas duas vezes por semana. 'Anos atrás, a banda já havia desfilado com a escola no 7 de Setembro. Ano passado, quando soube que a banda não iria mais funcionar, logo encaminhei um ofício pedindo os instrumentos musicais para a escola', conta Rosemeri.

O resultado foi 'melhor que a encomenda', já que o estabelecimento de ensino foi presenteado, também, com uniformes - roupas e sapatos para os músicos. 'Será a primeira escola municipal a ter uma banda marcial', comemora a diretora, orgulhosa da conquista. 'Ela poderá se apresentar tanto na escola quanto em eventos dentro e fora do município', projeta.
Rosemeri lembra que a concretização do projeto é, também, a realização de um sonho pessoal. 'Quando eu era estudante, em São Borja, meu pai era presidente da Associação de Pais e Mestres (APM) e formou uma banda na escola. Sempre foi meu sonho conseguir montar uma banda na escola Cidade Nova', compartilha.

PROJETOS

Além da banda marcial, cujos ensaios devem começar em breve, a Emef Cidade Nova conta com diversos projetos extraclasse, como o 'Iniciação ao Esporte', em parceria com o Sesi; aulas de inglês, basquete, futsal e composteira. A instituição atende 288 alunos, da pré-escola até o 9º ano do ensino fundamental.