fechar

Produtores manifestam a uma quadra da China Brasil Tabacos

Mais de mil fumicultores da região participam da mobilização

por: Guilherme Siebeneichler | Edição: Giuliane da Silva
Data: 10/04/2015 | 08:51
 
Foto: Guilherme Siebeneichler / Folha do MateRepresentantes esperam que diretores da companhia recebam as reivindicações dos sindicatos
Representantes esperam que diretores da companhia recebam as reivindicações dos sindicatos

Produtores de tabaco, que iniciaram mobilização na praça Evangélica, estão a uma quadra da sede da China Brasil Tabacos, no bairro Gressler. Com gritos: "Produtor de fumo na rua! Indústria a culpa é tua," os representantes esperam que diretores da companhia recebam as reivindicações dos sindicatos. Entre os pedidos estão os baixos preços do tabaco, a rigorosa classificação na esteira pelas fumageiras e a política adotada por algumas indústrias com aumento de preços apenas para determinadas classes e não interessando a compra de 'X', 'C' e 'R'. 

No início da tarde os produtores irão em caminhada até a sede da Alliance One. As empresas garantiram uma liminar na Justiça para que os produtores se mantenham a 50 metros do prédio da CBT. Se o mandado for desrespeitado os sindicatos podem ser multados em até R$ 50 mil.

 Nós estamos vendo que as empresas estão fazendo o que querem e prejudicando a lucratividade dos fumicultores. Nós sabemos que o produtor precisa da indústria, mas parece que a indústria não precisa dos produtores. Trabalhamos em cadeia e precisamos ter um olhar diferente deste", Carlos Joel da Silva - Presidente da Fetag

Mais de mil fumicultoresdas regiões Centro-Serra, Santa Maria, Camaquã, Vale do Taquari, Região Sul, Quarta Colônia, Médio e Alto Uruguai, Passo Fundo e Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí, participam da mobilização. A expectativa da Comissão Estadual do Tabaco da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) é de reunir um público superior a 2,5 mil pessoas, vindas das regiões produtores de tabaco do Estado.

 Acompanhe no Facebook da Folha do Mate.

Confira os vídeos feitos pelo repórter Guilherme Siebeneichler.

 INFORMAÇÕES ATUALIZADAS ÀS 10h40.