fechar

Problema do lixo no Battisti deve ser resolvido

por: Carlos Dickow
Data: 14/07/2018 | 09:00
Fotos: Cassiane Rodrigues e Carlos Dickow / Folha do MateMarcone Klafke no alto do monte de lixo: esperança de que a situação seja resolvida
Marcone Klafke no alto do monte de lixo: esperança de que a situação seja resolvida

A união da comunidade e Administração Municipal vai viabilizar a resolução de um dos problemas que mais incomoda os moradores do bairro Battisti. A partir de contato do presidente da associação de moradores, Marcone Klafke, os titulares das secretarias de Infraestrutura e Serviços Público e de Meio Ambiente, Renato Gollmann e Clóvis Schwertner, respectivamente, abraçaram a causa e já na próxima semana uma força-tarefa será deflagrada para acabar com um ponto de descarte de lixo, na Rua 3.

'Vamos fazer o lixão sumir', comenta Klafke, acrescentando que, após a retirada de todo o material do local, será feito o cercamento, com arame farpado, para evitar que o lixão reapareça. Conforme o líder comunitário, na noite de quinta-feira, 12, uma reunião que contou com a participação de cerca de 20 moradores, serviu para pedir que todos se conscientizem da necessidade de eliminar o lixão e passem adiante as informações em relação ao esforço que vem sendo feito no sentido de solucionar o problema.

TEM DE TUDO
O lixão da Rua 3 é daqueles que as pessoas costumam se perguntar: 'Como é que a situação chegou a este ponto?', uma vez que é possível encontrar de tudo por lá. Pneus, eletroeletrônicos inservíveis, móveis estragados e galhos são itens comuns. O que mais chama a atenção, no entanto, é que muitas peças de roupas e calçados estão jogados entre os entulhos. Cães e gatos se 'encarregam' de espalhar o lixo e, em seguida, podem ser vistos perto de crianças, o que gera o risco dos pequenos contraírem doenças. 'Tem cada ratão aí que não dá pra acreditar. Certamente, é situação de saúde pública', diz Klafke.

Foto: Cassiane Rodrigues / Folha do Matedcd
Marcone prevê cercamento do local para evitar depósito de lixo

CONSCIENTIZAÇÃO

1 Conscientizar os moradores do bairro a não contribuírem para a formação de um novo lixão, após a limpeza que está programada para ocorrer, é o maior desafio.

2 De acordo com relatos de moradores que conversaram com a Folha do Mate, mas preferiram não se identificar, para evitar atrito com vizinhos, há muita gente de dentro do próprio bairro que joga lixo na Rua 3.

3 Além disso, também segundo os moradores, é comum charreteiros e pequenos caminhões jogarem entulhos no local. Esses, conforme eles, seriam de fora do Battisti.

4 Outra situação que potencializa o problema é o fato de que no bairro há uma série de pessoas que trabalham com reciclagem e, às vezes, o lixão acaba sendo ponto de descarte para materiais que não interessam.