fechar

Domingo de Ramos abre as celebrações da Semana Santa

por: Edemar Etges
Data: 13/04/2019 | 15:00
Fenachim
Foto: Pascom PSSM / Divulgação/ArquivoCelebrações do Domingo de Ramos abrem a Semana da Semanas
Celebrações do Domingo de Ramos abrem a Semana da Semanas

Amanhã, é celebrado o Domingo de Ramos, que faz memória da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém para sofrer a Paixão. 'A solenidade também abre a ´Semana das Semanas, denominada Santa, a mais importante para os cristãos, porque vivencia a morte e Ressurreição de Cristo, da entrega de sua vida por amor a nós. Nesta semana queremos seguir os passos do nosso salvador', salienta o pároco Rodrigo Hillesheim.

Como forma de lembrar a data, os católicos costumam levar ramos para a missa para serem benzidos. 'Os ramos representam nossa adesão a Cristo e significam que reconhecemos Nele o nosso rei. Um rei diferente: servo e humilde. Os ramos representam que nossa esperança está nele e não nos poderes deste mundo, mas naquele que é o porto seguro de nossa salvação', prega o padre Rodrigo.

A benção de ramos está associada a Palavra de Deus proclamada e a procissão feita no início da celebração. 'Este conjunto é que dá sentido aos ramos que são abençoados'. Destaca o pároco. Ele acrescenta que além da igreja matriz, haverá bênção de ramos nas comunidades que tem missa.

SEMANA SANTA

O padre Rodrigo convidas a cada cristão a vivenciar, não só a entrada de Jesus na cidade em que ia morrer, mas também, a acompanhar todos os momentos de entrega: a Ceia e o Lava-pés, na quinta feira; a Paixão do Senhor, na sexta-feira; e, no sábado, a solene Vigília Pascal. 'Estes três dias chamamos de Tríduo Pascal, é a Páscoa anual dos cristãos celebrada com tanta intensidade que não podemos perder nenhum momento daqueles que são últimos momentos da vida de Cristo. Graças a esses momentos que recebemos vida nova em Cristo' destaca.

COLETA DA SOLIDARIEDADE

Por ocasião da Campanha da Fraternidade, cada ano é realizada a coleta da solidariedade em benefício dos temas que a campanha propõe. O padre Rodrigo lembra que este ano o tema é ´Políticas Públicas`. Do valor arrecadado, parte fica na diocese e a outra vai para a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB)) para ser utilizado em projetos ligados a Políticas Públicas.

'Os três dias do Tríduo Pascal não são dias para descansar e passear, mas, sim, para unir-se a Cristo na contemplação do seu mistério redentor'.
RODRIGO HILLESHEIM
Pároco