fechar

Amor e afeto incondicional aos cachorros e gatos

por: Edemar Etges
Data: 09/04/2019 | 13:35
Foto: Edemar Etges / Folha do MateAposentado também tem um carinho especial pelos gatos
Aposentado também tem um carinho especial pelos gatos

'Muitos têm condições de criar, mas abandonam ou maltratam os pequenos animais. Eu sou o contrário. Não tenho muitas condições, mas sempre acolho e trato bem e cuido os meus amigos pequenos'. A afirmação é de Alcido Feiden, 65 anos, popular ´Cidi`, morador de Linha Cecília, que tem como opção de vida, ser solteiro e com isso, transfere todo o seu amor e carinho para os seis cachorros e três gatos que cuida.

Feiden conta que o amor pelos pequenos animais ele traz da infância e desde que mora na atual propriedade - entre 45 e 50 anos, estes sempre lhe fizeram companhia. 'Eles são grandes amigos meus e ajudam na minha segurança e da casa', frisa. E uma particularidade chama atenção, pois cada cachorro e gato tem seu nome, mas são todos em alemão, idioma com o qual ele conversa com eles e é correspondido quando os chama.

Até alguns anos, Feiden plantava tabaco, produzia os alimentos e criava animais de porte maior para consumo. Hoje, está aposentado e vive da aposentadoria e quando os vizinhos necessitam, ele trabalha como diarista. Com isso, dedica seu tempo a cuidar dos pequenos animais e conta que além dos seis cachorros, de vez em quando, aparecem outros na sua propriedade, que foram abandonados.

'Eu os acolho e dou comida e carinho', frisa, acentuando que os trata bem, pois segundo ele, se eles são bem alimentados, não ficam doentes. Feiden salienta que até hoje, teve poucos problemas de saúde com os cachorros e gatos e quando é necessário, procura a ajuda de um profissional desta área. E para completar a alimentação, trata ração.

RAÇA

Os cachorros de Feiden são todos sem raça definida e ele recorda que até poucos anos, criava cachorros de raça e por ocasião dos festejos do centenário da fundação da Associação Bom Humor de Linha Cecília, ele desfilou vestido de ´caçador`, pois naquela época, tinha quatro exemplares que eram caçadores, denominados de ´Lebreiros`.

OPÇÃO DE VIDA

Feiden reforça que ficar solteiro é uma opção de vida sua e isto lhe oportuniza cuidar bem dos cachorros e gatos, que hoje são seus companheiros e amigos e assim, consegue transferir todo seu afeto e carinho a eles. E, além disso, outra paixão de Feiden é um Fusca azul, ano 1977, todo original.

'Abandonar e maltratar os gatos e cachorros é desumano.'
ALCIDO FEIDEN
Aposentado rural