fechar

Sem albergue para moradores de rua, Município mantém rede de apoio

por: Guilherme Siebeneichler / Carlos Dickow | Edição: Fernando Uhlmann
Data: 12/07/2014 | 08:00

A situação da população de rua preocupa a Administração Municipal. Sem um albergue para atender estes moradores, no período do inverno os desafios aumentam. Para tentar garantir suporte social e de saúde, a Prefeitura trabalha formas de identificar familiares e a cidade de origem deles.

Esta não é uma realidade somente de Venâncio Aires. O crescente aumento no número de moradores de rua é um fato alarmante e exige programas para que eles tenham a possibilidade de ter uma vida decente e com os recursos mínimos para se obter ao menos alguma qualidade de vida. De 0,6% a 1% da população brasileira vive nas ruas do país. O percentual é apontado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Censo de 2010.

Invisíveis para grande parte da população, a situação dos andarilhos é preocupação constante da Prefeitura. Por meio da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social, o Município mantém uma rede para auxiliar esta parcela da população. A situação destes moradores não preocupa somente os membros da Administração Municipal, mas também empresários, lideranças e a comunidade venâncio-airense, que tem a impressão de que a população de rua está crescendo.

Mas, conforme a assistente social do município, Ana Cláudia do Amaral Teixeira, o número de habitantes da rua não cresce na cidade. 'São os mesmos, porém sem o albergue eles circulam mais pela cidade. Nos preocupamos diariamente com esta situação, especialmente no período do inverno', reforça.

Para o prefeito Airton Artus, é fundamental garantir o direito das pessoas aos serviços básicos. Entretanto, o Município precisa priorizar a educação, para melhorar a vida do cidadão. 'A garantia de qualidade de vida depende do ensino. Precisamos focar na educação para evitar o crescimento da população de rua. Jovens com bom ensino evitam drogas e o álcool', sustenta.


Confira a reportagem completa no flip ou edição impressa de 12, 13 e 14/07/2014.