fechar

Passagem do ônibus urbano sobe para R$ 4,15 após revisão de 10,6%

por: Carlos Dickow
Data: 06/12/2018 | 07:00
Foto: Carlos Dickow / Folha do MateAndré Brasil soube ontem, enquanto aguardava o ônibus no paradão da Tiradentes, que a tarifa passou de R$ 3,75 para R$ 4,15
André Brasil soube ontem, no paradão da Tiradentes, que a tarifa passou de R$ 3,75 para R$ 4,15

O soldador André Brasil, de 46 anos, se surpreendeu, ontem à tarde, ao saber que a passagem do ônibus urbano sofreu reajuste. 'Para mim, era R$ 3,75. Tô com R$ 4 separados aqui, então tenho que ver mais umas moedas', comentou, enquanto esperava pelo transporte coletivo no paradão da rua Tiradentes, no Centro de Venâncio Aires. Morador do bairro Bela Vista, ele não costuma usar o transporte público com tanta frequência, mas afirmou que achou a elevação considerável. 'Qualquer hora alcança o preço do litro da gasolina, que baixou um pouco e está em R$ 4,60, em média', disse o trabalhador.

A revisão do preço da tarifa passou a vigorar no sábado, 1º, ao ser decretada pelo Município. Ainda em outubro a empresa Chimatur, concessionária do transporte público coletivo urbano, solicitou ao Executivo o aumento da passagem. O percentual autorizado foi de 10,6%, elevando o custo de R$ 3,75 para R$ 4,15. Segundo Adalberto Hamester, proprietário da Chimatur, 'esta é a revisão anual da tarifa, pois a última havia sido autorizada pela Prefeitura Municipal de Venâncio em novembro de 2017'.

Hamester afirma que o cálculo da passagem é feito levando em conta o número de usuários que pagam pelo serviço e, como o quantitativo de passageiros vem caindo ano após ano, o percentual de 10,6% de revisão foi necessário para manter o equilíbrio financeiro entre despesas e receitas. 'Nós gostaríamos que o reajuste fosse menor, mas como ainda estamos passando por uma crise financeira e há aumento do número de gratuidades no transporte público, a planilha indicou este percentual', argumenta ele.

Menos passageiros 

O proprietário da Chimatur diz que, em 2008, na época de safra, os ônibus da empresa chegavam a transportar até 11 mil passageiros por dia. Em 2018, no mesmo período, sustenta o empresário, o número de passageiros não passou de 6,5 mil. 'Já quando não estamos em época de safra, o número cai para cerca de 3,5 mil passageiros diariamente', ressalta, acrescentando que entre 18% e 20% deste total são pessoas acima dos 65 anos ou portadores de deficiência, que têm gratuidade no transporte público. Em relação às passagens do interior, a mais barata custa R$ 5,65, já a máxima sai por R$ 10,40.

Foto: Carlos Dickow / Folha do MateDe acordo com o proprietário da Chimatur, Adalberto Hammester, número de passageiros vem caindo ano após ano
Segundo o proprietário da Chimatur, Adalberto Hamester, número de passageiros vem caindo ano após ano

'Muitas pessoas estão deixando de andar de ônibus porque perderam seus empregos, outras estão poupando e usando a bicicleta ou andando a pé. Sem contar que, há alguns anos, quando a economia estava boa, houve muito incentivo do Governo Federal para compra de carros e motos.'
ADALBERTO HAMESTER
Proprietário da Chimatur

Curiosidades 

1 A Chimatur tem uma frota de 24 ônibus, com nove linhas na cidade e seis no interior. Carros extras são disponibilizados em época de safra e há uma reserva de ônibus para os casos de emergência.

2 Aproximadamente 85% do pagamento de passagens é feito com o vale-transporte, outros cerca de 15% em dinheiro. Adalberto Hamester não ventila adotar, por enquanto, a tecnologia do cartão eletrônico, pois segundo ele o investimento é elevado.

3 Entre 1º de outubro de 2017 e 30 de setembro de 2018, a Chimatur transportou 942.887 passageiros. Deste total, 129.618 usuários não pagaram tarifa por conta de gratuidades, um percentual de 13,75%. Além disso, foram mais 3.643 cortesias (0,39% do total), basicamente crianças das redes municipal e estadual levadas para piqueniques.

4 Em todo o ano de 2017, a empresa transportou 1.017.419 passageiros, rodando mais de 713 mil quilômetros. Em 2008, há quase uma década, o total de transportados no ano chegou a 1.738.224, com os ônibus rodando mais de 917 mil quilômetros.