fechar

Audiência pública na Câmara dos Deputados discutirá importação de leite

por: Edemar Etges
Data: 11/08/2017 | 16:19
viabol
Foto: Divulgação / Divulgação Audiência na Câmara também discutirá a perda da competitividade do produtor nacional
Audiência na Câmara também discutirá a perda da competitividade do produtor nacional

Será na próxima terça-feira, 15, a audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara sobre a importação de leite em pó e a perda de competitividade do produtor nacional de lácteos. Solicitado pelo deputado federal Heitor Schuch (PSB/RS), o encontro deverá reunir representantes dos agricultores, como o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Carlos Joel da Silva, além de indústrias, Ministério de Agricultura, cooperativas, instituições de pesquisa e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). 'Precisamos de medidas para coibir a entrada de leite de fora, sob pena de acabarmos com a produção no Brasil', alerta Schuch.

Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) indicam que, no primeiro trimestre de 2017, o país importou 35,4 mil toneladas de leite em pó e de outros leites, 76% mais do que em igual período de 2016. No mesmo período, os gastos subiram para US$ 111,8 milhões, ante US$ 46,8 milhões de janeiro a março do ano passado. No setor de queijos não foi diferente. Os gastos com compras externas subiram para US$ 33,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, 41% mais do que em 2016.

Schuch lembra que a consequência direta da concorrência externa é a queda nos preços para o produtor brasileiro. Além disso, as incertezas do cenário econômico do país podem afetar diretamente o setor lácteo, acarretando estagnação ou até mesmo redução no consumo interno. Nos últimos dois anos a produção nacional apresentou crescimento insignificante, as importações aumentaram e as exportações diminuíram, resultando num cenário de crise no setor.

Assembleia Legislativa

O principal foco da reunião da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira, 10, relacionou-se às dificuldades ao setor leiteiro no Rio Grande do Sul. Diversos deputados fizeram uso da palavra e, no final, o presidente da Comissão, o deputado Adolfo Brito (PP), para abreviar caminhos, antecipou uma série de pedidos de audiências para discussão no interior e acertou com os parlamentares para a próxima quinta-feira, 17, com a presença de entidades, bem como as Secretarias Estaduais de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) do Desenvolvimento Rural e também da Fazenda, a fim de buscar um encaminhamento positivo para a questão dos preços que hoje atinge especialmente os pequenos produtores de leite.

'O preço pago ao produtor está sendo desestimulante e precisa com urgência uma outra solução, inclusive em relação à política de incentivos que hoje dificulta a colocação do produto gaúcho no mercado', afirmou o presidente da Comissão. 'Com certeza, teremos um debate acirrado de onde esperamos uma solução negocial', finalizou Brito.

A reunião da Comissão do dia 17 será no Plenarinho da Assembleia Legislativa, às 10h, aberta para participação de produtores, sindicatos, cooperativas, bem como de toda a cadeira produtiva do leite. Os convites já estão sendo feitos pela Comissão de Agricultura, inclusive para entidades do interior.