fechar

Reencontro nas redes sociais depois de vinte anos vira casamento

por: Jaqueline Caríssimi
Data: 12/04/2019 | 14:45
 
Foto: Divulgação / Folha do MateJaqueline e Jair, no casamento realizado em março deste ano
Jaqueline e Jair, no casamento realizado em março deste ano

Jair Freitag, venâncio-airense, professor e ex-seminarista. Jaqueline de Souza Bernardes, 38, porto-alegrense, escrevente e atleta de futsal. Vinte anos depois de terem se conhecido e estarem afastados, as novas tecnologias e as redes sociais aproximaram os amigos e impulsionaram para que o reencontro se transformasse em união por meio do casamento.

A história de Jair e Jaqueline se inicia em 1989, no bairro Agronomia, na Vila dos Herdeiros, em Porto Alegre. Foi lá que sete freis e um padre católicos residiram por quatro anos atuando com trabalhos sociais na comunidade, entre eles o venâncio-airense Jair Freitag.

A casa ficava em frente à residência da família de Jaqueline de Souza Bernardes. Naquela época, Jaque ainda era uma criança, mas foi com Freitag que um grupo de jovens do bairro aprendeu a tocar violão, fez a primeira comunhão e a crisma. 'A gente vivia na casa dos freis. Eu tinha uns dez anos de idade e eles acolhiam as famílias e ensinavam as orações, a gente auxiliava nas missas também. Para nós esta integração era gratificante', cita Jaqueline.

Já na adolescência, em segredo, o sentimento de amizade por Freitag se transformou e Jaqueline conta que, sabendo que não poderia 'gostar' do frei, ela mantinha em sigilo o sentimento.

O 'caderno de recordações', utilizado pelos adolescentes da época, onde as pessoas escreviam dedicatórias e mensagens, foi o presente de Jaqueline para Jair quando os freis foram residir em outro bairro. 'Como eu não podia falar do meu sentimento, eu sabia que ali eu poderia expressar um pouco do que já tomava conta do meu coração. Para minha surpresa, depois destes anos todos o Jair ainda tinha este presente guardado', conta.

Que minha história sirva como um aprendizado, talvez se eu tivesse desistido, não estaria hoje realizada como mulher e muito feliz, pois não é todo dia que se casa com o amor da sua vida.'


Sem que Jaqueline soubesse, depois de os freis mudarem-se do bairro Pinheiro, Jair desistiria de seguir o sacerdócio. Longe e sem mais notícias, cada um deles seguiu sua vida. 'Até onde eu sabia, ele era Frei,e eu respeitava muito isso', comenta.

Jaqueline teve dois relacionamentos e, com eles, três filhos. 'Foram mais de vinte anos sem notícias e distante, mas no meu íntimo, eu sabia que precisava encontrar o Jair para dizer, pelo menos, o quanto ele foi importante em minha vida, eu sabia, que aquele amor ainda estava guardado, e de tanto pedir e orar a Deus,ele me atendeu', diz.

Na internet, os aplicativos Orkut e Facebook foram as ferramentas que Jaqueline se utilizou para encontrar o , hoje, seu marido. Foi no ano de 2015, separada do último relacionamento que Jaque encontrou o perfil de Jair e o chamou no Messenger.

A resposta veio depois de três meses. Foi então que ficou sabendo que ele havia deixado o sacerdócio, que estava solteiro e que havia retornado para a sua terra natal. ' Bom, desde então, não nos separamos mais'. Jaqueline diz ser grata pelo esposo maravilhoso que tem e por tudo que ele tem feito.

Ao contar esta história, diz que é uma forma de agradecimento pela dedicação, respeito e amor que ele tem pela família. Atualmente Jair e Jaqueline residem, juntos, em Venâncio Aires. Eles namoraram, noivaram e casaram no civil em julho de 2018 e no religioso, recentemente, em 30 de março de 2019.