fechar

Malabaristas usam habilidade para ganhar a vida nas sinaleiras de Venâncio

Malabaristas são cada vez mais vistos nas ruas e afirmam que é possível viver com dignidade com o que arrecadam nos sinais

por: Carlos Dickow | Edição: Fernando Uhlmann
Data: 01/06/2014 | 08:30
Foto: Carlos Dickow / Folha do MateApresentações nas sinaleiras garantem arrecadação suficiente para viver com dignidade, afirmam artistas
Apresentações nas sinaleiras garantem arrecadação suficiente para viver com dignidade, afirmam artistas

Muitos pensam o contrário, no entanto a rotina de um malabarista que depende exclusivamente das suas habilidades para ganhar a vida nas ruas é de muito trabalho. Ela começa logo cedo, no caso dos artistas Alexandre Machado, de 22 anos, e Kevlin Raphael, de 20 anos, que residem em Santa Cruz do Sul e circulam por toda região em busca do 'pão de cada dia'. Na última terça-feira, 27, os dois escolheram o município de Venâncio Aires para mostrar suas técnicas e, é claro, contar com a ajuda da comunidade.

Os malabaristas passaram o dia na esquina das ruas Tiradentes e Voluntários da Pátria, no Centro da cidade. A cada sinal fechado, aproveitavam para entreter motoristas e passageiros e lucrar com suas apresentações. De acordo com Alexandre Machado, a dupla chega a arrecadar entre R$ 100,00 e R$ 150,00 por dia, o que possibilita, garante ele, viver com dignidade. 'O que as pessoas normalmente mais nos perguntam é se nos alimentamos bem, porque somos magrinhos. O que mais fazemos nas nossas andanças por aí é comer. Paramos perto de uma lancheria para garantir as refeições', brinca o malabarista.

Viagens

E se engana quem pensa que os malabaristas são meros arrecadadores de moedas nas sinaleiras das cidades. Os artistas de rua normalmente planejam viagens, que além de lhes proporcionarem lazer, asseguram bons resultados financeiros. Os dois santa-cruzenses, que estão há aproximadamente três anos atuando juntos, retornaram recentemente de Florianópolis, em Santa Catarina, onde passaram uma temporada. Agora, eles planejam visitar Westfália, no dia 12 de junho, cidade onde haverá um encontro de malabaristas e outros artistas e, depois, pretendem viajar para a Bahia. 'Temos vontade de conhecer o lugar e, trabalhando direitinho, dá pra ir. Queremos estar lá no fim deste ano', projeta Alexandre.

Queremos estar na Bahia no fim deste ano. Planejamos de ônibus, parando de cidade em cidade. Nossa profissão permite isso

Alexandre Machado
Artista de rua


Confira a reportagem completa no flip ou edição impressa de 29/05/2014.