fechar

Mais de 51% das declarações do Imposto de Renda entregues em Venâncio Aires

por: Cristiano Wildner
Data: 14/04/2019 | 15:00
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil Para para acertar as contas com o Leão encerra a meia-noite do dia 30 de abril
Para para acertar as contas com o Leão encerra a meia-noite do dia 30 de abril

Faltando pouco mais de duas semanas para o fim do prazo de envio da declaração de Imposto de Renda 2019 - termina à meia-noite de 30 de abril -, 51,32% dos venâncio-airenses já prestaram contas com o Leão. Os dados da Receita Federal indicam que, até o momento, 4,2 mil contribuintes entregaram a declaração na Capital Nacional do Chimarrão. Já no Rio Grande do Sul foram enviadas 751.132 declarações de um total estimado em 2,1 milhões de contribuintes.

São obrigados a prestar contas os contribuintes que receberam, no ano passado, rendimentos tributáveis que somam mais de R$ 28.559,70. Aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40 mil, também deverão apresentar a declaração de ajuste anual.

O delegado regional Leomar Padilha, da Receita Federal de Santa Cruz do Sul, lembra ainda que o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo estará sujeito à multa no valor de R$ 165,74 até 20% do imposto não pago.

A Receita Federal ainda recomenda que quem ainda não entregou os seus documentos que o faça com calma, mas que não deixar chegar muito próximo do prazo final - pode ser perigoso pelo fato do sistema congestionar. Uma das dicas é entregar ao menos uma versão parcial para escapar da multa, e depois providenciar a correção, que pode ser feita mesmo depois de 30 de abril.

RESTITUIÇÃO

Os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade. As restituições começarão a ser pagas em junho e seguem até dezembro para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina.

Em anos anteriores, contribuintes entregavam nos últimos dias para receber a restituição corrigida pela taxa básica de juros (Selic), que estava na casa dos dois dígitos. Hoje, já não é tão vantajoso, já que a taxa está estacionada em 6,5% ao ano. Ainda assim, está maior do que o rendimento da poupança, de 4,55% ao ano.

DÚVIDAS 

A orientação da Receita Federal para o contribuinte que tiver dúvidas na hora de fazer sua Declaração do Imposto de Renda, é para que ele recorra ao fórum de Perguntas e Respostas, disponibilizado no site do órgão.

COMO DECLARAR

Para acertar as contas com o Leão, o contribuinte deve baixar o programa gerador do Imposto de Renda, por meio do site da Receita Federal (receita.economia.gov.br). Também pode declarar por meio de 'tablets' ou 'smartphones'. Nesse caso, deve buscar os aplicativos nas lojas virtuais. A entrega pode ser feita, ainda, na página do próprio Fisco, no formato 'on-line' - com certificado digital.

O contribuinte pode importar dados de 2018 para facilitar a declaração, o que deve ser feito logo no início do preenchimento. No caso de a última declaração ter sido retificada, é preciso substituir pelo número do recibo da última retificadora online.

O Receitanet (programa para o envio da declaração) foi incorporado ao programa do IR 2019, não sendo necessária sua instalação em separado. A Receita informa, porém, que o serviço de recepção de declarações não funciona no período entre 1h e 5h (horário de Brasília).