fechar

Heitor Schuch define três áreas prioritárias para atuar pelos próximos quatro anos

Deputado federal defende, por exemplo, a flexibilização das regras para a posse de armas

por: Cristiano Wildner
Data: 09/01/2019 | 19:30
Foto: Cristiano Wildner / Folha do MateO parlamentar foi reeleito com 109.053 votos em 478 municípios
O parlamentar foi reeleito com 109.053 votos em 478 municípios

O deputado federal reeleito Heitor Schuch (PSB) anuncia que irá concentrar os esforços na defesa de três áreas em seu novo mandato. Além da agricultura familiar, irá primar também pela segurança pública e saúde. Segundo ele, investimentos e debates em prol dessas temáticas são urgentes. O anúncio foi feito durante visita à Folha do Mate, na tarde de ontem.

Schuch, que é também presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar na Câmara dos Deputados, quer seguir firme nos pleitos em prol dos pequenos produtores rurais, principalmente no que diz respeito à Reforma da Previdência. O tema promete voltar ao debate e pode suprimir conquistas de produtores.

SEGURANÇA PÚBLICA 

Questionado sobre a escolha da segurança pública como uma de suas bandeiras, destacou a importância da criação do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) que facilitou a destinação de recursos, via emendas parlamentares, para órgãos como Polícia Civil e Brigada Militar. Ele também defendeu a proposta que flexibiliza as regras para a posse de armas, como já foi prometido pelo presidente Jair Bolsonaro. O deputado entende que é preciso simplificar a comprovação da efetiva necessidade de posse de arma, um pré-requisito para se ter uma arma.

SAÚDE

Já na área da saúde a preocupação de Schuch é com o custeio de pequenos hospitais. Para ele esse problema é causado principalmente porque o governo federal descumpre a medida constitucional que obriga a investir, pelo menos, 15% do orçamento da União em saúde. Segundo o parlamentar no atual orçamento a cifra não passada dos 4%.

ENTRE OS DEZ MAIS 

Em outubro o parlamentar foi reeleito com 109.053 votos em 478 municípios, conquistando a nona posição entre os dez federais mais votados do Rio Grande do Sul. O número é superior ao obtido no último pleito, em 2014, quando Schuch se elegeu com pouco mais de 101 mil votos.