fechar

Gás de cozinha chega a R$ 75 na tele-entrega

Alguns revendedores já aplicaram o reajuste aplicado pela Petrobras, enquanto outros mantêm valor antigo até terminar o estoque atual

por: Cristiano Wildner
Data: 08/05/2019 | 17:46
Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateA média do preço do botijão de gás em Venâncio está em R$72 na tele-entrega
A média do preço do botijão de gás em Venâncio está em R$72 na tele-entrega

Levantamento realizado pela Folha do Mate indica que o gás de cozinha em Venâncio Aires chega a R$ 75 para um botijão de 13 kg. A pesquisa, realizada hoje à tarde, apontou que alguns distribuidores já praticam o novo valor aplicado pela Petrobras desde domingo. Outras ainda não aplicaram o aumento, por ainda terem estoque adquirido antes da revisão.
O reajuste da Petrobras, de 3,43% no preço do gás de cozinha, - Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) - é tido o maior desde setembro de 2017. Com isso, o preço médio do gás de cozinha em Venâncio Aires é de R$ 72 na tele-entrega, segundo checagem realizada em cinco estabelecimentos do município. Já para retirada no local, a atual média é de R$ 63,80.

Além disso, a partir da diferença entre valores novos e antigos, a variação no preço do gás entregue em casa está em R$ 7,00. Quanto ao preço do botijão retirado no estabelecimento, entre o mais caro e o mais barato, o valor está em R$ 5,00. A tendência, entretanto, segundo os empresários ouvidos ontem é de que os valores nas revendas alterem ao longo das próximas duas semanas até que o novo preço possa ser complemente incorporado.

FORMAÇÃO DO PREÇO

O gás de cozinha tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e do propano no mercado europeu. Os reajustes passaram a ser trimestrais a partir de janeiro de 2018. Além das cotações desses produtos, o cálculo também sofre a influência do câmbio nos doze meses anteriores ao reajuste trimestral. As indústrias, restaurantes, condomínios e empresas que usam os grandes botijões, considerado como gás comercial, também não escaparam do aumento de preço. Nesse caso a alta, no fim do mês passado, foi maior: 6%.

O valor do GLP empresarial continua 23,6% mais caro do que o gás comercializado em embalagens de até 13 kg. A falta de uma política de preços para o produto faz persistir essa diferença de preços entre o GLP residencial e o empresarial. O último reajuste da Petrobras para o GLP empresarial e comercial para as distribuidoras ocorreu no dia 14 de março, também em 6%. A maioria dos consumidores do GLP são famílias de classe média e baixa.

LEVANTAMENTO

Estabelecimento Tele-entrega Retirada no local
Gringo Gás R$ 70 R$ 67
Liquigás R$ 75 R$ 62
Ponto Gás R$ 68 R$ 62
Speed Gás R$ 72 R$ 63
Ultragaz R$ 75 R$ 65