fechar

Fumicultores chamam atenção para a importância do tabaco

Preocupação com o futuro da cultura foi demonstrado durante evento realizado na Linha Hansel

por: Edemar Etges | Edição: Fernando Uhlmann
Data: 28/04/2014 | 10:42

Envelhecimento dos fumicultores; falta de política pública voltada para incentivar o jovem a permanecer no interior e plantar tabaco; dificuldade de acesso aos créditos dos bancos para aquisição de terra e investir na infraestrutura da propriedade; campanhas antitabagistas; e, desde o ano passado, as exigências do Ministério do Trabalho e Emprego.

Foto: Edemar Etges / Folha do MateAgroindústrias familiares e artesãos mostraram seu potencial de produção
Agroindústrias familiares e artesãos mostraram seu potencial de produção

Estas questões foram a tônica da 18ª Festa Municipal do Tabaco realizada na sexta-feira à noite, 25, e no sábado à tarde, 26, em Linha Hansel. Além disso, durante o eventos, os fumicultores e as entidades representativas chamaram atenção para a importância da cultura para o município.

Ornélio Sausen, presidente do Sindicato Rural de Venâncio Aires, em nome da comissão organizadora, salientou que muitos vezes, as pessoas não comparecem à festa do tabaco como forma de protesto, pois nos dias atuais, o fumicultor é considerado o ´patinho feio` da agricultura. Citou as dificuldades impostas com a assinatura do Brasil à Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) e as Conferências das Partes, sem falar das dificuldades de acesso aos créditos para investir na propriedade. 'Isto é discriminação', frisou.

O presidente da Câmara José Cândido Faleiro Neto, lembrou o idealizador do evento, o ex-vereador Paulo Mathias Ferreira, que não pode comparecer devido a problemas de saúde. Destacou que os vereadores defendem intensamente o tabaco, pois entendem que ainda é o principal produto da agricultura familiar do município.

Na edição da Folha do Mate do sábado, 26, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Venâncio Aires (STR) Elemar Walker, cobrou uma maior participação do comércio na Festa Municipal do Tabaco e da preocupação sobre o futuro da fumicultura. O prefeito Airton Artus, afirma que compartilha as preocupações dele, e destacou que a festa exalta a cultura, principalmente no fim da colheita, celebrando seus valores. 'Na cadeia produtiva, não há um resumo somente no produtor, no beneficiamento e na exportação, ou na fabricação do cigarro. Há todo um efeito cascata, pois se a agricultura vai mal, o comércio também vai mal', salientou.

Não temos mais que pedir e sim, intimar o comércio a participar mais desta festa

Airton Artus, prefeito de Venâncio Aires