fechar

Classe comercial é a que mais gera energia solar, em Venâncio Aires

por: Juliana Bencke
Data: 14/02/2019 | 13:39

Produzir a própria energia, de forma limpa e, com isso, reduzir o gasto com energia elétrica e ainda agregar a sustentabilidade à marca tem sido prática cada vez mais frequente entre empresas. Os últimos anos marcaram a expansão exponencial do uso de energia fotovoltaica em Venâncio Aires.

Um passeio aéreo pela cidade revela diversos telhados 'povoados' por placas que captam a luz do sol e a transformam em energia. Embora as unidades consumidoras residenciais representem a maioria, em Venâncio Aires - são 172 residências que recebem energia gerada por meio de placas fotovoltaicas -, a classe comercial é a que mais gera energia solar: quase 55% da potência instalada no município advém de sistemas de estabelecimentos comerciais, os quais têm 1.761,85 kW.

Foto: Cristiano Wildner / Folha do MateEmpresas de diferentes segmentos têm apostado na geração de energia fotovoltaica
Empresas de diferentes segmentos têm apostado na geração de energia fotovoltaica

A realidade de Venâncio Aires vai ao encontro da do país, na qual a classe residencial se destaca com número de sistemas de energia solar fotovoltaica instalados, mas a maior quantidade de energia é produzida pelos estabelecimentos comerciais. Apesar disso, o município supera a média nacional, de 43% da energia solar gerada pela classe comercial. Os dados são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Investimento

O Supermercado Gollmann, do bairro Santa Tecla, está entre as empresas que aderiram ao uso de energia fotovoltaica. O sistema com 200 módulos de 365 watts começou a ser instalado na metade do ano passado e levou cerca de dois meses para ser concluído.

Segundo o sócio-proprietário Fábio Gollmann, o sistema tem capacidade de geração de aproximadamente 8.500 kW/hora e ainda está prevista a instalação de mais alguns módulos para atender a demanda da loja. 'Por ser a época de maior incidência solar, o sistema está produzindo bastante energia, desta forma, o único valor pago na conta de energia é da taxa mensal, inferior a R$ 100', comenta.

De acordo com Gollmann, o que motivou a instalação do sistema é que se trata de um investimento rentável, por meio do qual espera-se recuperar o valor investido em, pelo menos, 4 anos. 'Após este período o valor a ser economizado com a conta de energia passa a se tornar lucro.'

A instalação do sistema é um investimento rentável e estima-se que o valor investido possa ser recuperado em, pelo menos, 4 anos. Existem muitas empresas na região oferecendo este sistema e é valido realizar orçamentos, além de analisar se é viável realizar a instalação."

FÁBIO GOLLMANN
Sócio-proprietário do Supermercado Gollmann


Destaque estadual

Venâncio Aires ocupa a terceira posição, entre os municípios do estado com maior potência instalada na geração de energia solar, com capacidade de gerar 3.220,74 kW. A cidade está da vizinha Santa Cruz do Sul, com 7.578,81 kW de potência instalada, e de Novo Hamburgo, que recentemente ultrapassou Venâncio no ranking, com 3.268,34 kW. 

Em dezembro do ano passado, a família Schuh - tradicional no ramo de panificação - inaugurou a maior usina de energia solar de Venâncio Aires, em Linha Barbosa. O empreendimento conta com 840 placas de 340 watts, totalizando 285,6 quilowatts-pico de potência e tem capacidade média de produção de 32,5 mil quilowatts hora/mês, o que prevê o abastecimento de energia de seis locais: a matriz e a filial da padaria em Venâncio Aires, a segunda filial em Lajeado e mais três casas que pertencem aos Schuh.

Ramos que mais investem em placas solares no país

1 Restaurantes
2 Escolas e faculdades
3 Hotéis
4 Padarias
5 Academias