fechar

OPINIÃO: Guarani deixa boa impressão, por Daniel Heck

por: Daniel Heck
Data: 10/02/2017 | 12:00

Guarani deixa boa impressão

O horário e dia talvez não foram os melhores para o torcedor ir ao Edmundo Feix, mas a atuação da equipe na quarta-feira valeu a ida ao estádio.

Foto: Daniel Heck / Folha do MateSampson repetiu as boas atuações que apresentou nos treinamentos
Sampson repetiu as boas atuações que apresentou nos treinamentos

O Guarani tem um padrão de atuação, com uma defesa sólida, jogadas rápidas pelas laterais, um meio-campo que mescla habilidade e robustez, além de haver um homem de referência. Apesar de ter um grupo enxuto, o técnico Gelson Conte tem alternativas para praticamente todas as posições.

No gol, Eduardo larga em vantagem pela experiência e pela boa temporada que fez em 2016, mas trabalha com a sombra do dedicado Mateus Farezin. Na zaga, os quatro defensores são qualificados e vão fazer uma briga bonita pela posição de titular com Gelson Conte.

Nas laterais, Selton não teve o mesmo desempenho dos treinos, mas é um jogador que surpreendeu durante a pré-temporada. Já Murilo mostrou que tem uma bola parada eficiente, assim como um cruzamento preciso. No lado esquerdo, Sirena veio para ser o titular, mas o jovem Dutra, aprovado no peneirão, aparece com um futuro promissor na posição.

Na posição de volante foi possível ver a mesma dedicação e liderança de Alexandre Lando. É inexplicável como um jogador deste nível não tenha ido para times maiores, já que além de um excelente marcador é uma pessoa de caráter. O jovem Sampson veio de São Paulo para dar qualidade na saída de bola e aparecer como um elemento surpresa no ataque. Na função, lamento a ausência de Urnau, que gripado não jogou. Rodrigo e Thalles jogaram improvisados na função, o segundo chegou a marcar gol e atuar quase como um armador.

Nas extremidades, o técnico Gelson Conte conta com quatro jogadores extremamente rápidos: Nei, Júlio César, Cecel e Padilha. Prevejo muita dor de cabeça para as defesas adversárias para tentar segurar qualquer um deles que estiver em campo. Na armação das jogadas, Quintanilha e Araújo mostraram que vão fazer um belo duelo para definir quem vai vestir a camisa 10 do Guarani.

Outra peleia vai ser para quem vai vestir a camisa 9. O experiente Mauro larga na frente, mas o jovem Cássio mostrou suas credenciais e vai tratar de colocar uma pulga atrás da orelha de Gelson Conte.

Para o primeiro teste, foi animador. Agora terça-feira é ir ao Edmundo Feix e conferir como será contra o Santa Cruz.

Rebote

? Neste jogo entre Guarani e Santa Cruz, eu estarei na arquibancada, aproveitando o início das férias. A coluna volta no dia 8 de março. Um grande abraço aos amigos que acompanham o trabalho diário, agora a cobertura do Guarani e de outras áreas ficam com o amigo Roni Müller.