fechar

Do futebol amador para os gramados da Europa

por: Daniel Heck
Data: 27/06/2015 | 13:00

As trincheiras do futebol começam desde cedo para quem sonha em ser jogador profissional. A caminhada é árdua, com muitos percalços e desafios. Chegar ao topo não é fácil, se manter é ainda mais complicado. Essa é a meta de um garoto que deu muitas alegrias às comunidades de Vila Arlindo e Cecília, e hoje joga no futebol francês. O meia-atacante Pedro Henrique Konzen, o Kiko, recorda o início da carreira e projeta o crescimento contra o gigantes

Foto: Divulgação / DivulgaçãoPedro Henrique Konzen agora dribla os craques do futebol francês
Pedro Henrique Konzen agora dribla os craques do futebol francês

europeus.

O período de férias é reservado para rever amigos, a família e também para conceder entrevista aos órgãos de imprensa do estado. Na agenda de Pedro Henrique Konzen estava o Jornal Folha do Mate, nesta semana o meia-atacante do Stade Rennes, da França, concedeu entrevista recordando a história no meio do futebol e projetando a próxima temporada.

O atleta franzino começou no futebol amador, pelos gramados do Juventude de Vila Arlindo e no Cecília. Pedro Henrique lembra do início e admite que não esperava alcançar o patamar atual. 'Chegar onde eu cheguei é difícil, eu tenho consciência disso. Eu olho na minha trajetória e muitos ficaram para trás. A maioria com muito potencial e condições de trilhar uma boa carreira profissional, mas hoje estão no amador ou nem jogando mais. Isso me faz ter orgulho da minha trajetória e me faz querer ainda mais', explica.

A temporada 2014/2015 foi a primeira na França, atuando pelo Stade Rennes. Pedro Henrique explica que após sair do Zurich, da Suíça, conseguiu firmar no novo país e realizar um bom ano. 'Foi um grande salto na minha carreira essa ida para a França. Acredito que foi uma temporada positiva, joguei muitos jogos e a minha adaptação ajudou muito nisso. Não tive nenhuma dificuldade com a comunicação e agora projeto um ano ainda melhor. Estou bem animado para fazer melhor ainda', projeta.

Atuando no futebol francês, o atleta teve duelos gigantes contra zagueiros como Thiago Silva e David Luiz. O meia-atacante, natural de Santa Cruz do Sul, explica como foi enfrentar atletas que estavam saído da Copa do Mundo do Brasil. 'Em uma partida contra o Paris Saint-Germain, o Thiago Silva e o David chegaram para nós e disseram para ir com calma, não fazer uma correria que a temporada estava puxada. Em tom de brincadeira, mas surpreende a intensidade de uma temporada como a do PSG jogando vários torneios e praticamente todos os atletas atuaram na Copa'.

Eu brinco com a minha família recordando o início da minha carreira. Lá em Pinheiral eu sonhava sempre em ser jogador do Vila Arlindo, ser igual ao Alex Keller. Com tempo as coisas foram acontecendo, a escada ficou maior e consegui subir os degraus. Se eu olhar para trás eu jamais imaginaria estar onde estou. Agora quero crescer ainda mais', Pedro Henrique Konzen.

Estrutura

A Eurocopa 2016 será realizada na França e o país já está com a estrutura de estádios praticamente pronta para os jogos. Isso faz com que os campeonatos tenham estruturas que chamam a atenção dos jogadores. Depois de atuar nos gramados do interior, passar para os estádios do interior gaúcho e ir para agora ir para a Europa, Pedro Henrique admite a surpresa com tudo que viu. 'Quando eu aceitei a proposta do Rennes, eu tinha uma sondagem do Brasil e da Alemanha. Optei pela França e admito que me surpreendi com os estádios, centros de treinamento e concentração. Além disso, a torcida apoia muito em todos os jogos. Eu joguei partidas com 60 mil torcedores, é muito bacana', comemora Pedro Henrique.

Temporada 2015/2016

As férias de Pedro Henrique terminam neste domingo e o atleta embarca para a França ao lado da esposa Rafaela Scain Konzen. O casal aguarda o nascimento da primeira filha, Philipa que irá nascer no mês de outubro. O atleta conta com o apoio da família que viaja para a Europa e auxilia no dia a dia. Nessa temporada, o Stade Rennes irá disputar os campeonatos nacionais da França.