fechar

Assoeva disputa com Atlântico vaga na final da Liga Gaúcha hoje

por: Roni Müller
Data: 27/11/2018 | 16:00

Hoje, a partir das 20h15min, no ginásio Caldeirão do Galo, em Erechim, tem mais uma decisão de vaga à final entre Atlântico e Assoeva/Unisc/ALM. No confronto, as duas equipes decidem quem irá disputar a decisão da Liga Gaúcha de 2018. Quem já está lá é a ACBF que no sábado, 24, voltou a vencer a AEU, de Uruguaiana, pelo placar de 4 a 1.

Atlântico e Assoeva decidiram o título da Liga Gaúcha em 2017, ocasião em que a equipe de Venâncio Aires voltou de Erechim comemorando o título.

Em 2018, Atlântico e Assoeva, além do torneio da Copa Verão Capão da Canoa, se defrontaram em uma oportunidade na classificatória da Liga Futsal. Times voltaram a ficar frente a frente nas oitavas de final da competição nacional onde o Atlântico avançou, tanto que agora está classificado para a decisão depois de eliminar o Minas - nas quartas - e o Copagril - na semifinal. Na Liga Gaúcha foram dois jogos na fase inicial. Na semifinal de ida, no Poliesportivo, a Assoeva venceu pelo placar de 4 a 1.

A outra semifinal entre Atlântico e Assoeva foi pela Taça Brasil, em Erechim. O Galo venceu, foi para a decisão mas perdeu o título diante do seu torcedor para o Pato Futsal, mesmo adversário que irá enfrentar agora na finalíssima da LNF.

Na vitória de ida pela semifinal do Estadual, no Poliesportivo, a Assoeva tem para si agora a vantagem do empate no tempo normal. O Atlântico, frente o seu torcedor, precisa vencer nos 40min. Se garantir o resultado de vitória, o Atlântico passa a jogar os 10min da prorrogação com a vantagem da igualdade. A Assoeva, com campanha inferior, neste caso precisa vencer.

"Será um duelo de duas equipes que querem muito essa classificação para a decisão. A gente quer chegar porque defendemos a conquista do título do ano passado. Eles almejam a vaga dentro daquele próprio embalo da classificação alcançada para a decisão da Liga Nacional", disse o capitão da Assoeva, Boni.

Ele destaca que será necessária muita concentração por parte da Assoeva. "Temos que manter a mesma disposição daquele jogo que realizamos dentro de casa. A marcação tem que ser firme. Não podemos dar chances ao adversário, principalmente no começo do jogo. Se conseguirmos segurar aquele ímpeto do Atlântico no começo, acredito que possamos impor na sequência nosso jogo e voltar de lá classificados. É o que almejamos", acrescenta o camisa 2.

A delegação da Assoeva viajou na tarde de ontem até a cidade de Erechim. Hoje pela manhã o grupo realiza uma leve atividade no Caldeirão do Galo. O único desfalque é o pivô Caio Júnior.