Valor da CIP baixa em 2019

por: Sérgio Klafke
Data: 14/09/2018 | 01:05

O prefeito Giovane Wickert (PSB) e o vice-prefeito Celso Krämer (PTB), licenciado do cargo para concorrer a deputado estadual, admitem que a cobrança da taxa de iluminação pública, a CIP, ficou exagerada pelo projeto criado pelo Governo Municipal e que é preciso rever o assunto. A taxa residencial está em R$ 21,25, dobrou de valor no atual governo. Se antes a arrecadação não cobria a despesa, agora cobre a despesa e sobram R$ 170 mil mensais. Os gatilhos de reajustes de bandeiras e aumentos previstos no projeto 'salgaram' a taxa.
Quando Tiago Quintana (PDT), vereador de oposição, tinha alertado na criação do projeto que a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) era exagerada, não foi ouvido. Agora Ezequiel Stahl (PTB), vereador Líder do Governo na Câmara, acuado pela cobrança popular, se posicionou de forma incisiva. Ou o prefeito Giovane Wickert (PSB) revê a CIP ou Ezequiel deixaria a Liderança do Governo, em forma de protesto pelo que considera cobrança exagerada. Foi ouvido. Um grupo de vereadores e secretários municipais vai reavaliar os valores da CIP e um projeto com novos valores e formas de cobrança será proposto até o final do ano, para valer em 2019.

 

Comentários


PERFIL

Sérgio Klafke


Diretor de Conteúdo da Folha do Mate, com formação em Ciências Econômicas e registro de jornalista profissional provisionado, tem a vida de trabalho toda ligada ao jornal. Iniciou em julho de 1973, com 12 anos, quando a Folha do Mate tinha nove meses de circulação, como entregador de jornal. Nestes já 40 anos de Folha, atuou em todos os setores. Foi repórter, contato publicitário, diagramador, editor, coordenador comercial e diretor. Como colunista político nas últimas décadas, centra suas ações em palavras de apoio à todas as boas iniciativas e de cobrança àquilo que entende não estar correto.

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
ÚLTIMOS POSTS