Martírio e alívio à dupla Gre-Nal

por: Rui Borgmann
Data: 26/09/2016 | 15:55

Foto: Blog do Rui / Ricardo Rimoli/Agif / Gazeta Press e Cristiane Mattos / Futura Press Na Arena, Grêmio volta a sorrir; em BH, Inter chora nova derrota
Na Arena, Grêmio volta a sorrir; em BH, Inter chora nova derrota

O Inter apresentou melhora diante do Atlético-MG, equipe com um dos elencos mais caros e qualificados do país.

Nem assim conseguiu pontuar em BH, o que era esperado para um time que fechou um turno inteiro (19 jogos) com apenas uma vitória no Brasileirão.

O grupo não joga a toalha, tem tempo e condições de superar rivais diretos, mas o rebaixamento é realidade para um clube que nunca conheceu o desprazer de figurar na segunda divisão.

Sob o comando de Renato Gaúcho, o Tricolor fez as pazes com as redes e com a vitória ao bater a Chapecoense por 1 x 0.

Em 8° lugar, chega a 40 pontos e espanta qualquer possibilidade de rondar o Z-4, preocupação que voltou à tona após a sequência negativa de sete jogos sem triunfo.

O Grêmio chega mais motivado para o duelo contra o Verdão pela Copa do Brasil.

 

Guarani de 1989: Classificação escapou no final

por: Rui Borgmann
Data: 21/09/2016 | 08:20

Folha do Mate / Blog do RuiDerrotas para Ypiranga e Guarany de Cruz Alta, no octogonal final, deixaram o Índio em 3° lugar
Derrotas para Ypiranga e Guarany de Cruz Alta, no octogonal final, deixaram o Índio em 3° lugar

Resgato mais um trecho da emblemática história do Esporte Clube Guarani, que este mês completa 87 anos.

Na última semana recebi uma imagem do amigo Lúcio Souza, pelo WhatsApp, questionando se me lembrava daquela equipe de 1989.

Era o primeiro ano no futebol profissional após a conquista do estadual amador.

O Índio surpreendeu o Estado pela primeira vez, chegando no famoso octogonal final, onde os dois primeiros ascendiam à elite do futebol gaúcho.

O técnico Telmo Kist iniciou a competição, mas acabou sendo substituído por Gabriel Porto (Cuca) após derrota para o Avenida, ainda na fase inicial.

Sergio Savian assumiria no segundo jogo do octogonal final, que contava com a participação de Guarany de Cruz Alta, Grêmio Santanense, São José-Poa, São Luiz de Ijuí, Guarani de Bagé, Ypiranga de Erechim e Cruzeiro de Santiago.

O rubro-negro embalou e venceu cinco jogos seguidos, chegando a liderar o grupo.

Nas últimas rodadas, consideradas decisivas, as derrotas para o Ypiranga por 2 x 0 em casa e para o Guarany, na Taba Índia, por 3 a 2, culminaram com a desclassificação, justamente para estes dois adversários.

Contratado junto ao Avenida, o goleiro Moacir foi um dos reforços para a fase decisiva.

Exatamente contra Ypiranga e Guarany, o camisa 1 teve falhas comprometedoras, que resultaram na eliminação do Índio.

Dizia-se na época que o goleiro havia sido "comprado". Fábio Lermen, o titular nas fases anteriores, vinha de atuações impressionantes e o torcedor não entendeu a sua saída da equipe titular.

O time-base do Guarani no octogonal final tinha Moacir; Foguinho, Chimbica, Jaime e Passarela; Alvinho, Luiz Carlos (Carlos) e Jorjão; Sandro (Luciano), Geraldo e Müller.

O presidente era Virgínio Marquetto.

Um minuto

* Grêmio repetiu contra o Fluminense a mesma atuação dos últimos jogos. Teve muita posse de bola, mas praticamente não agrediu. O placar desfavorável de 1 x 0 afastou de vez o Tricolor da luta pelo título.

* Renato Portaluppi foi apresentado ontem com a missão de estancar a sequência de derrotas e apostar na conquista da Copa do Brasil.

* Juventude levou a melhor sobre o Ypiranga de Erechim e carimbou a quarta vaga de sua chave na Série C do Brasileirão. Encara o Fortaleza na fase de mata-mata.

* A soma de dois a três pontos nestes dois jogos em Belo Horizonte, contra América e Atlético, estará de bom tamanho para o Inter.

* Cristovão Borges é mais um técnico demitido neste Brasileirão. A direção corintiana opta em manter um auxiliar no cargo em detrimento ao seu técnico.

* Róger Machado tem boas chances de comandar o Timão na próxima temporada ou até neste restante de Brasileirão e Copa do Brasil, quando encara o Fluminense.

* Flamengo, Chapecoense e Botafogo fazem um returno de Campeonato Brasileiro espetacular.

* Segundo o matemático Tristão Garcia, Grêmio tem 4% de chances de alcançar o G-4.

 

Guarani de 1993: temporada inesquecível

por: Rui Borgmann
Data: 06/09/2016 | 10:03

Foto: Folha do Mate / Blog do RuiGuarani de 1993: Aquele time-base atuava com Gerson/Oneide; Jorge Luiz, Zé Ricardo, Alamir e Gilmar Nass; Alvinho, Almir, Sérgio Oliveira e Carlinhos; Edson Luiz (Marabá) e Gerson.
Guarani de 1993: Aquele time-base atuava com Gerson/Oneide; Jorge Luiz, Zé Ricardo, Alamir e Gilmar Nass; Alvinho, Almir, Sérgio Oliveira e Carlinhos; Edson Luiz (Marabá) e Gerson.

O Esporte Clube Guarani completou 87 anos no dia 3 de setembro.

Nos últimos anos, esta data tem passado praticamente em branco, pois no segundo semestre o clube quase sempre permanece inativo, sem futebol profissional.

Embora a direção atual mantenha as contas em dia, é sempre difícil manter o clube em atividade.

As arquibancadas vazias e a falta de recursos têm sinalizado maiores dificuldades ao longo dos anos.

Para marcar a passagem de mais um aniversário, relembro a equipe formada em 1993, com grande destaque em duas competições.

Nesta temporada, acompanhei praticamente todos os jogos do Índio no Edmundo Feix.

Era um grupo de muita qualidade, de muita vibração.

Teve no comando Jorge Gluitz e mais tarde Paulo Sérgio Poletto.

O presidente era Luiz Paulo Artus.

No Gauchão, o Índio ficou de fora da fase quente, mas na Copa Governador chegou longe.

Dominou a fase inicial, inclusive com vitória sobre o Inter, mas perdeu a fase semifinal para o Brasil de Pelotas.

Aquele 28 de novembro de 1993 seria marcado como um dia atípico.

Briga generalizada de torcidas e muito pânico pelas ruas de Venâncio Aires.

Mas também foi uma tarde/noite de domingo onde os temíveis e rebeldes torcedores xavantes sentiriam o peso de uma apaixonada torcida rubro-negra.

 
PERFIL


O esporte sempre esteve presente em minha vida, desde a infância. Como quase todo menino, meu sonho era ser jogador de futebol, mas confesso não sentir frustração alguma por não ter conquistado espaço nos gramados, à medida que uma minoria consegue realização plena na carreira de futebolista.
O Blog do Rui traz informação e opinião sobre o Guarani de Venâncio Aires, sobre a Assoeva na Liga Nacional e Estadual de Futsal, além dos demais esportes de destaque na região. A dupla Gre-Nal também recebe seu espaço.

Curta a FanPage no Facebook: https://www.facebook.com/pages/Blog-do-Rui

'O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores'.
Mario Quintana

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
ÚLTIMOS POSTS