Por aí, em Londres!

por: Solange Silberschlag Beglin
Data: 01/10/2016 | 12:59

 

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLondon Eye deveria ter sido desmontado depois das comemorações do milênio mas acabou se transformando em ícone londrino!
London Eye deveria ter sido desmontado depois das comemorações do milênio mas acabou se transformando em ícone londrino!

'Quando um homem está cansado de Londres,

ele está cansado da vida,

porque há em Londres

tudo que a vida pode proporcionar'

(Samuel Johnson, 1709-1784)

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalShard, arranha céu mais alto da Europa
Shard, arranha céu mais alto da Europa

A citação do ilustre escritor, poeta e lexicógrafo inglês que passou boa parte de sua vida em Londres, remonta ao século XVIII mas continua tão atual e verdadeira como nos  anos 1700. A capital britânicaé majestosa, sempre de braços abertos acolhendo a todos que se dispõem a desvendá-la.  Londres agrega raças, credos e culturas de cada canto do mundo. Além do inglês, mais de 300 línguas são faladas entre a população londrina! Paradoxalmente esta pluridade cultural acrescenta charme e  individualidade pelos bairros da cidade de quase nove milhões de habitantes.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMateando na capital londrina!
Mateando na capital londrina!

E assim, andando pelas ruas londrinas pode-se viver e sentir um pedacinho do planeto! Pode-se degustar pratos típicos de todo mundo, seja num dos restaurantes chiques de Mayfair ou nas barraquinhas de comida de rua de Brick Lane. Pode-se participar dos mais variados festivais de música e folclore, celebrando eventos culturais  de outros continentes. Por exemplo durante o período que antecede a virada de ano chinês, a capital se veste de vermelho com extensa programação cultural destacando a tradição asiática. O mesmo destaque é dado  a festividades de outros povos, como o carnaval de Notting Hill que acontece no final de agosto em homenagem aos imigrantes da ilhas caribenhas.  Festivais  religiosos , como   Diwali, festa religiosa hindu, transformam  bairros londrinos.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMercado coberto de Covent Garden
Mercado coberto de Covent Garden
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalWest End. Londres é contagiante
West End. Londres é contagiante

Em  todas  minhas andanças  mundo afora, Londres continua sendo a melhor capital da Europa. Aliás, arrisco em dizer que a cidade, batizada pelos romanos de Londinium há dois mil anos atrás,  é o melhor lugar do mundo para se viver e conhecer. Logo na primeira visita, na década de 90, Londres superou todas  minhas expectativas de estudante que mal falava inglês. O estereotipo aprendido nos livros de romances e seriados de televisão sobre os ingleses reservados, céu cinzento e chuvisqueiro constante não condizia com a paisagem deslumbrante que encontrei pelos parques londrinos . Durante aquele  primeiro verão em solo europeu em meados de julho ,  fiquei maravilhada pela   metrópole. Foi sim, amor à primeira vista!  E com o passar dos anos,  minha paixão foi aumentando. Em qualquer dia ou mês do ano Londres é fascinante, reconhecendo as diferenças, respeitando a individualidade e  sempre exibindo o novo e o velho com grande maestria. O charme clássico de Londres é imbatível mas nem por isso a cidade deixa de evoluir.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMetro londrino é o mais antigo do mundo
Metro londrino é o mais antigo do mundo
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalPasseio de bicicleta é uma ótima alternativa para desvendar os segredos de Londres!
Passeio de bicicleta é uma ótima alternativa para desvendar os segredos de Londres!

No sistema de metrô mais antigo do mundo, trens modernos e eficientes carregam cerca de três milhões de pessoas diariamente percorrendo um emaranhado de trilhos e túneis que recortam o subsolo da cidade.  A capital britânica pode não ser eterna como Roma, ou romântica como Paris, mas Londres esbanja tradição  e maturidade. Londres é acolhedora e tolerante, permitindo o autoconhecimento daqueles que a visitam.  Ao caminhar por Londres (os melhores roteiros são sempre à pé, na minha opinião!) é impossível não render-se à atmosfera vaporosa da metrópole. A sensação é de leveza,  naturalmente a alma vai se despindo das preocupações  para receber as boas vibrações que só esta capital consegue me repassar. O coração fica pulsante, eufórico,  jorrando felicidade  e estampando no rosto um sorriso permanente.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalChinatown
Chinatown
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBig Ben
Big Ben

Não importa quantas vezes já passei pela mesma rua de Londres, a sensação é sempre de júbilo. A cada esquina um novo detalhe, uma nova atração, seja ela histórica ou contemporânea.  Londres possui a maior concentração de museus do mundo (muitos com entrada gratuita) e uma das capitais europeias com maior número de parques e áreas verdes. Para absorver a energia contagiante de Londres e desvendar seus segredos é preciso caminhar,  descobrindo a diversidade cultural e arquitetônica de cada bairro, de cada ruela escondida entre os casarios antigos, monumentos e construções envidraçadas.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCarnaby Street é show!
Carnaby Street é show!
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalSó em Londres para ter essa harmonia incrível entre o novo e o velho!
Só em Londres para ter essa harmonia incrível entre o novo e o velho!

É preciso passear sem pressa à beira do rio Tâmisa apreciando a renovação arquitetônica do antigo cais até atravessar a famosa ponte móvel Tower Bridge. Ou percorrer o canal de Regent, absorvendo a tranquilidade do verde, sob o embalo dos barquinhos estreitos entre a Pequena Veneza e Camden Town. Para viver o clima londrino é também necessário  sentar, observar e escutar. Repousar  num dos tantos banquinhos  espalhados pelas  praças  e  parques  para simplesmente  sintonizar a mente com o canto descontraído dos passarinhos, ou observar a agilidade dos esquilos escondendo nozes no parque St James, enquanto o resto  da capital   borbulha  como um caldeirão em ebulição.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalOutono dando as caras no canal de Regent
Outono dando as caras no canal de Regent
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMind the gap!
Mind the gap!

Sentar  numa das centenas de galerias de arte e deixar-se levar pelo mundo artístico e conceitual.  Degustar um café ou chazinho inglês a 155m de altura, no Sky Gardens curtindo  a magnífica  vista da capital. Ou experimentando  uma cervejinha artesanal num dos tantos pubs londrinos,  observando com desapego o movimento frenético lá fora,  do povo indo e vindo, dos ônibus vermelhos  competindo cada metro de rua com os taxis pretos. Londres tem atrações para tudo e todos! Eu adoro curtir esta atmosfera efervescente e mutante da capital britânica.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalVelhos armazéns do cais foram totalmente restaurados
Velhos armazéns do cais foram totalmente restaurados
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalTower Bridge
Tower Bridge

Eu adoro  me perder pelas ruas londrinas,    descobrindo  praças ajardinadas e elegantes, sendo surpreendida ao longo do caminho por  guetos e passagens secretas entre um pátio e outro, escondendo portas coloridas e janelas enfeitadas.  Entre belas residências, pequenas galerias ou lojinhas de antiquariado a magnífica arquitetura da capital britânica esparrama charme e classe nos bairros mais antigos.  Londres é pura inspiração, um poço de riqueza cultural sempre em evolução,  tão bem representada em suas regiões distintas  e que desde aquela primeira visita, há duas décadas,  conquistou meu coração!

Foto: S S Beglin / arquivo pessoaloutono à vista no Green Park
outono à vista no Green Park
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalVista do alto do Sky Gardens
Vista do alto do Sky Gardens

 

 

 

Comentários


PERFIL

Solange Silberschlag Beglin


Há 22 anos morando na Europa com meu marido inglês e nossos três filhos, adoro viajar, renovar conceitos e assimilar novas culturas. Nesta longa trajetória já morei em Roma durante quatro anos e meio, dois anos na Líbia, quatro anos em Paris, dois anos em Minsk, capital da Bielorússia, e atualmente moro em Londres. Na terra da rainha Elizabeth estão as raízes da nossa família. Entre uma mudança e outra, ao longo dos anos a bagagem cultural foi aumentando e enriquecendo a alma. Vou contar um pouco aqui neste blog justamente sobre as diferenças culturais, estilo de vida e tradições do velho continente. Vou relatar minhas viagens, sempre com várias dicas, assim como fatos interessantes e pitorescos da vida cotidiana na Europa. Viaje comigo e compartilhe aqui também a sua experiência!

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
    ÚLTIMOS POSTS