Passeando em Brick Lane, leste londrino

por: Solange Silberschlag Beglin
Data: 20/11/2016 | 07:25

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalArquitetura antiga na capital britânica
Arquitetura antiga na capital britânica

 Quem acredita que conhecer Londres é só passear pelo Big Ben e palácio da rainha, na zona central da capital britânica, acaba deixando de sentir a verdadeira essência cosmopolita que a cidade transpira pelos bairros. É verdade que Londres esbanja classe com suas principais avenidas emolduradas por palacetes históricos.  No entanto, o que diferencia a capital britânica das outras metrópoles europeias é a pluridade cultural espalhada por toda  cidade. Londres agrega raças, credos e culturas de cada canto do mundo. Além do inglês, mais de 300 línguas são faladas entre a população Londrina. Paradoxalmente esta pluridade cultural acrescenta charme e  individualidade pelos bairros da capital. Brick Lane é um desses lugares menos conhecidos dos turistas mas que tem a cara de Londres! Localizada no leste da capital britânica no distrito de Tower Hamlets, Brick Lane  é uma das ruas mais conhecidas e históricas do bairro.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBrick Lane -
Brick Lane - "Rua do Tijolo", sinalização em inglês e língua bengali
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLojão com muitos discos vinil e livros usados
Lojão com muitos discos vinil e livros usados

Desde os anos de 1500, antes mesmo de o Brasil ser descoberto, esta rua que se traduz para o português como 'rua do tijolo', era conhecida pela oferta de trabalho braçal. Ao longo dos tempos foi sendo urbanizada ainda que lentamente. Durante o  século XVI não passava de uma região onde concentravam-se olarias e depósitos industriais que produziam e armazenavam  tijolos.  Em 1683 foi fundada a cervejaria Old Truman, uma das maiores  do mundo até o final do século XIX.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalArte de rua por todo canto
Arte de rua por todo canto

Hoje em dia, no entanto, o bairro de Brick Lane além de carregar a história humilde do passado, se transformou num distrito artístico vibrante, cheio de estúdios de design, feiras, lojinhas de vintage vendendo de tudo, desde disco vinil e livros usados até trajes retrôs. Diversão é garantida nas badaladas casas noturnas e cafés alternativos. Seja de dia ou de noite, pelas ruas do bairro estudantes de arte e moda vão dividindo espaço com turistas e moradores locais.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalGrafite colorem as ruas do bairro
Grafite colorem as ruas do bairro
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuitas lojas vendendo artigos e produtos típicos da cultura indiana
Muitas lojas vendendo artigos e produtos típicos da cultura indiana

Aos fins de semana as ruelas que recortam o bairro se transformam numa grande feira, lotadas de gente. Conhecido como um dos endereços mais famosos para ver arte de rua e grafites de Banksy, Brick Lane é um bairro alternativo. A região do leste londrino é conhecida como Banglatown devido à  grande quantidade de imigrantes de Bangladesh que ali se instalaram. Bengalês é considerada a língua oficial do bairro, e consta inclusive nos nomes das ruas. E não faltam restaurantes de curry (os melhores de Londres, dizem!), lanchonetes  vendendo bagels, ou beigel (de origem judaica, uma espécie de pão de rosca em forma de anel, com opção de recheio em variados sabores além de bem apimentados!) e feiras de gastronomia aos sábados e domingos.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalExperimentei o famoso rainbow beigel (doce). Bem delicioso, uma mistura de sonho e rosca
Experimentei o famoso rainbow beigel (doce). Bem delicioso, uma mistura de sonho e rosca

O bairro  é  ponto de encontro para quem curte a cultura indiana.  De maneira geral, o leste de Londres foi sempre associado à pobreza, favelas e  cenário de histórias macabras de vilões. A mais famosa e retratada no filme  Jack, o Estripador, remete ao final do verão inglês de 1888  com o misterioso assassinato em série de três prostitutas na região e que até hoje não foi desvendado. Durante anos o bairro viveu sob o estigma da criminalidade disseminado pelo assassino em série.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBairro está sistuado no leste de Londres
Bairro está situado no leste de Londres
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalHistória deste pub remonta ao século XVIII
História deste pub remonta ao século XVIII

Atualmente a realidade é bem mais próspera ainda que não seja uma das zonas mais ricas de Londres. A região foi o palco das Olimpíadas de 2012 e para tal recebeu grande investimento de infra-estrutura. A arquitetura de tijolo à vista de armazéns em desuso foi totalmente restaurada trazendo de volta a originalidade de outrora.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalAntiga cervejaria foi transformada em pavilhão de exposições
Antiga cervejaria foi transformada em pavilhão de exposições
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBrick Lane fica muito movimentada aos fins de semanas
Durante meu passeio no meio da semana tudo bem tranquilo, mas Brick Lane fica muito movimentada aos fins de semana 

A antiga cervejaria Old Truman, por exemplo, se transformou num grande centro de exposições. Parques e condomínios habitacionais foram construídos além da criação de escolas e expansão do transporte público. Os investimentos não apenas beneficiaram a comunidade local na infraestrutura mas também economicamente pois novas empresas e comércio se instalaram pela região. Um exemplo que demonstra a força do poder público em transformar uma área denegrida e dilapidada em prosperidade e desenvolvimento.  Passear em Brick Lane é sentir a vibração cultural que define a capital londrina. Um passeio alternativo e muito bacana! 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuitas lojinhas alternativas, livrarias, briquebraques
Muitas lojinhas alternativas, livrarias, briquebraques
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCafé que vende cereal de todo mundo!
Café que vende cereal de todo mundo!

 

Comentários


PERFIL

Solange Silberschlag Beglin


Há 22 anos morando na Europa com meu marido inglês e nossos três filhos, adoro viajar, renovar conceitos e assimilar novas culturas. Nesta longa trajetória já morei em Roma durante quatro anos e meio, dois anos na Líbia, quatro anos em Paris, dois anos em Minsk, capital da Bielorússia, e atualmente moro em Londres. Na terra da rainha Elizabeth estão as raízes da nossa família. Entre uma mudança e outra, ao longo dos anos a bagagem cultural foi aumentando e enriquecendo a alma. Vou contar um pouco aqui neste blog justamente sobre as diferenças culturais, estilo de vida e tradições do velho continente. Vou relatar minhas viagens, sempre com várias dicas, assim como fatos interessantes e pitorescos da vida cotidiana na Europa. Viaje comigo e compartilhe aqui também a sua experiência!

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
    ÚLTIMOS POSTS