Natal na Inglaterra

por: Solange Silberschlag Beglin
Data: 24/12/2016 | 18:49

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalIluminação de Natal na Oxford Street em Londres
Iluminação de Natal na Oxford Street em Londres

As festividades natalinas são definidas pela história e garra britânica em manter vivas tradições de outros tempos. Natal na Inglaterra significa expectativa e preparação incessante que inicia bem antes de dezembro. Os meses que antecedem o Natal são, na verdade, tão importantes na comemoração como  o dia em si. Os ingleses curtem muito este período de espera pelas festas de fim de ano e nesta época usam muito a expressão 'the build up to Christmas' que converge  justamente este sentimento de entusiasmo e expectativa.  As luzes de Natal tratam de ofuscar o clima cinzento e frio tão peculiar no velho continente durante os últimos meses do ano. Impossível não se deslumbrar com a decoração de Natal da capital britânica.

Por onde se anda o brilho cintilante de vitrines efervesce o coração londrino,contagiando a todos. Nesta época do ano, mais do que nunca, os britânicos se engajam em projetos humanitários, de entidades de caridade, doando tempo e trabalho a causas filantrópicas. Cidades e vilarejos se revestem de luzes enquanto a população   transpira euforia. Os ingleses sorriem e se abraçam nesta época do ano !

Banquete de Natal

 

A ceia de Natal na Inglaterra acontece no dia 25 e jamais na véspera.  Meu primeiro Natal aqui na terra da Rainha, há mais de duas décadas, foi uma lição que jamais esqueceria. Dia 24 é um dia como qualquer outro -passa em branco -  com exceção à noite quando extensa  programação televisiva trata de entreter a todos com filmes sugestivos e seriados populares.   Abrir presentes no dia 24, nem pensar! No dia de Natal, no entanto, as comemorações se prolongam durante todo o dia. Cedinho pela manhã, as crianças pulam da cama empolgadas  para descobrir o que o Papai Noel deixou embaixo do pinheiro. Para os mais pequenos  o bom velhinho deixa balas, chocolates e lembrancinhas nas meias de Natal (Christmas stockings) que as crianças deixam penduradas na porta da sala ou perto da lareira. O banquete de Natal é repleto de tradições, desde o beijo embaixo do galho de visco na porta de casa, abertura de presentes conjunta, almoço tardio até a hora do descanso à tardinha, em frente à televisão depois de saborear as delícias de Natal. Na verdade as festas de final do ano significam comer e beber, degustando gastronomia típica e requintada. É o momento de reunião familiar recheada de  entusiasmo.

O banquete de Natal (Christmas dinner, em inglês) apresenta pelo menos uma entrada, prato principal, acompanhamentos, sobremesa, bolo de Natal e tábua de queijos para completar (queijos Stilton e Cheddar não podem faltar!). Uma das entradas preferidas  é o  salmão defumado temperado com pimenta e limão, acompanhado  de pão integral  e manteiga. O prato tradicional da ceia é o peru assado (ou ganso), acompanhado de muitas verduras e temperos variados. O protagonista do banquete chega à mesa sob  aplauso de todos convidados que não se cansam de agradecer a cordialidade  da família anfitriã. A ave é assada durante horas no fogo baixo antes de ser servida com batatas ao forno, parsnip (espécie de cenoura branca com gosto adocicado), repolhinho  de Bruxelas (não pode faltar!) e cenoura cozida, entre outras verduras,  tudo acompanhado de diversos molhos e condimentos. A sobremesa é sempre farta e  variada com bolos de chocolate, gengibre e pudins de frutas vermelhas.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalBolo de Natal
Bolo de Natal inglês (não sou fã)

Na sequência das doçuras e prato de queijos  aparece o tradicional bolo de Natal (Christmas pudding) flambado em frente aos convidados esta sobremesa tipicamente inglesa, preparada meses  antes do Natal, é recheada de frutas secas e cristalizadas e servida com creme de nata batida.  Uma tradição que eu adoro  durante o almoço de Natal são as crackers - bombinhas bem enfeitadas que contêm um presentinho,  charada e coroa de papel - e que são estouradas entre os convidados com os braços entrelaçados, sentados em torno da mesa, criando assim um clima descontraído e festivo.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCrackers contêm um presentinho, coroa de papel e charada
Crackers contêm um presentinho, coroa de papel e charada
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMince pies
Mince pies

Todo mundo entra na brincadeira com a coroa de papel na cabeça durante o banquete permeado por gargalhadas histéricas entre uma e outra charada.  Com a cabeça turbinando, depois de inúmeras  taças de vinho e champanhe, lá pelas cinco,  o chá da tarde traz tortinhas de Natal (mince pies) recheadas de frutas secas e decoradas com açúcar confeiteiro (mas não fazem meu gosto...). É hora de os  adultos abrirem os  presentes com a família reunida na sala enquanto a rede de televisão BBC transmite o discurso anual da rainha Elizabeth . A ceia de Natal na Inglaterra é assim, empolgante,  rica e jubilosa!

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMerry Christmas!
Merry Christmas!

 

 

Comentários


PERFIL

Solange Silberschlag Beglin


Há 22 anos morando na Europa com meu marido inglês e nossos três filhos, adoro viajar, renovar conceitos e assimilar novas culturas. Nesta longa trajetória já morei em Roma durante quatro anos e meio, dois anos na Líbia, quatro anos em Paris, dois anos em Minsk, capital da Bielorússia, e atualmente moro em Londres. Na terra da rainha Elizabeth estão as raízes da nossa família. Entre uma mudança e outra, ao longo dos anos a bagagem cultural foi aumentando e enriquecendo a alma. Vou contar um pouco aqui neste blog justamente sobre as diferenças culturais, estilo de vida e tradições do velho continente. Vou relatar minhas viagens, sempre com várias dicas, assim como fatos interessantes e pitorescos da vida cotidiana na Europa. Viaje comigo e compartilhe aqui também a sua experiência!

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
    ÚLTIMOS POSTS