Museu de Rumsiskes retrata a vida lituana no campo

por: Solange Silberschlag Beglin
Data: 12/05/2019 | 11:48

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuseu ao ar livre está localizado a 90km de Vilnius
Museu ao ar livre está localizado a 90km de Vilnius

  A Lituânia  faz fronteira com a Polônia, Belarus, Letônia e  Kaliningrado (território russo). Este pequeno país no norte da Europa passa desapercebido no mapa mundial mas sua história é incrivelmente rica. Até 1990 esta nação guerreira fazia parte da União Soviética e antes disso fora sufocada durante um século pelo Império Russo. No entanto, os lituanos têm  um passado que remonta às margens  de duas civilizações antigas - Latina e Bizantina. Era um  reino pagão fundado no século XIII pelo rei Mindaugas. Ao lado de outros dois pequenos países - Letônia e Estônia - a Lituânia completa o charmoso  trio banhado pelo mar Báltico. Com tanta história a ser lembrada não faltam palácios, museus e monumentos para nos mostrar um pouco da vida de outros tempos.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLagoa de Kaunas é uma das atrações do parque
Lagoa de Kaunas é uma das atrações do parque

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuseu ao ar livre e um dos maiores da Europa
Museu ao ar livre e um dos maiores da Europa

Com a chegada da primavera no hemisfério norte nos últimos dias fomos brindados com dias maravilhosos de sol brilhante e temperatura agradável. O tempo bom lá fora se transforma em convite irrecusável para conhecer rincões pelo interior e que marcaram a história do país. E assim fomos descobrir o Museu Nacional Etnográfico em Rumsiskes, a 90km de Vilnius.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalFachadas coloridas do vilarejo modelo
Fachadas coloridas do vilarejo modelo

Situado no meio de uma floresta de pinheiros cobrindo 190 hectares e recortado pela lagoa de Kaunas, o museu a céu aberto retrata a vida no campo na Lituânia de antigamente. O cotidiano rural é representado através de complexos arquitetônicos em pequenos povoados e propriedades do interior.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMoinho faz parte das propriedades rurais da Lituânia
Moinho faz parte das propriedades rurais da Lituânia
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalCasinhas simples reproduzem a vida de outros, tal e qual!
Casinhas simples reproduzem a vida de outros, tal e qual!

 Trata-se de uma coleção de mais de 150 construções típicas da Lituânia dos séculos passados decoradas tal e qual como naquela época. O museu é dividido pelas regiões  do país com exemplares arquitetônicos distintos. Um vilarejo modelo no centro do parque reproduz cada detalhe da vida  de outros tempos. Escondidos atrás de fachadas antigas encontram-se escolas, igrejas, butecos, mercearias, uma livraria, garagem de carroças além de pequenas residências. Cada construção representa um pedacinho da história da vida rural na Lituânia durante os séculos XVIII e XIX.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalVila modelo
Vila modelo
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalTelhando de palha marca as construções mais antigas
Telhando de palha marca as construções mais antigas

  Para visitar o museu ao ar livre é preciso caminhar bastante! Ou para os menos adeptos ao exercício físico o museu oferece passeios de carroça ao preço de 2 euros, para conhecer as principais atrações.  As propriedades rurais estão espalhadas em cada canto do parque gigantesco com lindas estâncias de casarios cercados por  galpões, estrebarias e moinhos. Nas principais construções voluntários vestidos em trajes típicos contam um pouco da história e cultura do povoado.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalMuseu conta com uma mostra de carroças e carros antigos
Museu conta com uma mostra de carroças e carros antigos

 A arquitetura simples das casinhas  de madeira com janelas simétricas me fez lembrar o interior da minha cidade natal,  Venâncio Aires no estado do Rio Grande do Sul. Aliás, quase tudo recorda, de certa maneira, a vida dos agricultores na colônia. É interessante imaginar que do outro lado do oceano, no norte da Europa, os lituanos compartilhavam as mesmas ferramentas rudimentares  e estilo de vida dos imigrantes do interior do Rio Grande do Sul.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoaldecoração modesta nas casinhas de agricultores
decoração modesta nas casinhas de agricultores
Foto: S S Beglin / arquivo pessoalarquitetura tipica do século XIX no interior da Lituânia
arquitetura tipica do século XIX no interior da Lituânia

  Modestos aposentos nas  casinhas de chão batido e telhado de palha representam a vida no final dos anos de 1700. A mobília simples limitava-se ao essencial -cama, mesa e banco-  com peças de madeira esculpidas artesanalmente. Nas construções de 1800 percebe-se a diferença na arquitetura com assoalho de madeira e mais aposentos para abrigar a família.

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalLivraria dos anos de 1950
Livraria dos anos de 1950

O recinto principal abrange sempre a cozinha e sala de estar com forno à lenha e utensílios rústicos de madeira ou ferro. A decoração mostra tapeçaria artesanal com motivos folclóricos nas cores vermelho e branco. Galpões ao lado de algumas casas servem como oficinas de trabalho, criando diversos produtos  de madeira, como  tarras, utensílios de cozinha, tamancos e ferramentas. 

    

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalFabricação de tamancos de madeira fazia parte do dia-a-dia no campo
Fabricação de tamancos de madeira fazia parte do dia-a-dia da vida no campo

  

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalPara quem não quer caminhar muito pode-se passear de carroça
Para quem não quer caminhar muito pode-se passear de carroça

A agricultura de subsistência  é representada  em pequenas hortas na frente das casinhas e onde são cultivados hortaliças e verduras como funcho, batata, beterraba e repolho. Estes legumes formam a base da maioria dos pratos típicos da Lituânia. O museu de Rumsiske destaca a arquitetura camponesa lituana e estilo de vida rural dos tempos passados. Caminhando  pelas trilhas verdejantes além de avistar os  diferentes tipos de assentamentos do país vivemos um pouco do folclore e da cultura de 250 anos atrás.

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalOlha eu ai! espiando na janela....
Olha eu ai! espiando na janela....

 

Foto: S S Beglin / arquivo pessoalEm cada vilarejo tinha sempre uma igrejinha
Em cada vilarejo tinha sempre uma igrejinha

 

 

 

Comentários


PERFIL

Solange Silberschlag Beglin


Há 22 anos morando na Europa com meu marido inglês e nossos três filhos, adoro viajar, renovar conceitos e assimilar novas culturas. Nesta longa trajetória já morei em Roma durante quatro anos e meio, dois anos na Líbia, quatro anos em Paris, dois anos em Minsk, capital da Bielorússia, e atualmente moro em Londres. Na terra da rainha Elizabeth estão as raízes da nossa família. Entre uma mudança e outra, ao longo dos anos a bagagem cultural foi aumentando e enriquecendo a alma. Vou contar um pouco aqui neste blog justamente sobre as diferenças culturais, estilo de vida e tradições do velho continente. Vou relatar minhas viagens, sempre com várias dicas, assim como fatos interessantes e pitorescos da vida cotidiana na Europa. Viaje comigo e compartilhe aqui também a sua experiência!

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
    ÚLTIMOS POSTS