Folha no Ar Terra

Pezinhos deslizam pelo CTG Erva-Mate

por: Beatriz Colombelli
Data: 17/02/2017 | 07:00

Foto: Cristiano Schuster/Divulgação / Folha do MateAna xxxxxxxxxxxxxxx
Ana Carolina Freitas e Rafael Schuster integram a invernada e representam a entidade, neste  domingo, no salão de eventos Machry, com a modalidade de Danças Gaúchas de Salão, para um grupo de turistas
No lusco-fusco da tarde-noite, na quarta-feira, 15, o corre-corre das prendinhas ao redor do galpão, ainda, pode ser avistada. Na entrada do galpão, as cadeiras formam círculo ocupadas pelos adultos que aguardam os filhos e o início da reunião que direciona os próximos passos da Invernada Pré-Mirim. Entretanto, os piazitos já estão aprumados ensaiando os passos de Chula e dança Biriva: "Chico do Porrete".

Ouvidos atentos à música, o grupo demonstra firmeza no sapateado e destreza nos passos. As lanças de madeiras posicionadas no meio da pista são guias e motivação para o aprendizado sob a orientação do instrutor, Lucas Keller, integrante da Invernada Juvenil.
Enquanto isto, em outro canto do galpão, a fila de prendinhas vai se formando para tirar a medida dos novos vestidos. A costureira torna-se do tamanho de suas clientes para anotar as medidas exatas da nova indumentária. A cor? Não revela. Modelo? Tampouco.

 

 

 

 

 

 

 

MAIS UM CAPÍTULO

Assim começa mais uma página, na história do CTG Erva-Mate, de Venâncio Aires, com a invernada Pré-Mirim, no ano que a entidade comemora 49 anos de fundação, no dia 13 de maio, e o cinquentenário dos Rodeios Crioulos que se realizará entre os dias 17 e 19 de março. Atualmente, liderado por Marcos Cézar Roessler e vice Luana Pereira, o CTG, neste ano, resgata, também, o pioneirismo com o reinício da Invernada Adulta. Foi por meio de um grupo adulto que a entidade surgiu, na Escola Professor José de Oliveira Castilhos, liderado pelo professor Alécio Alves de Moraes e a primeira patroa da entidade, Adeli Belina. Atualmente, a entidade conta com as invernadas artísticas Pré-Mirim, Mirim, Juvenil, Adulta e Xirú.

DATA MARCADA
Para a pré-estreia, a invernada já tem data agendada: 9 de abril, segundo os coordenadores.
Composta por 13 casais, com idades entre 6 e 9 anos, eles ensaiam as danças tradicionais às sexta-feiras, a partir das 19h30min, na sede da entidade no Parque Municipal do Chimarrão. Já a chula, para os meninos, e as danças gaúchas de salão ocorrem a partir das 20h, nas quartas-feiras.
Segundo o instrutor Diego Goethel, que ao lado de Thaís Schuster são os responsáveis pelas danças tradicionais e de salão às crianças, a nova pilcha está sendo preparada, para prendas e peões, bem como a coreografia - tema e música - desenvolvidas, porém, guardadas "a sete chaves" para serem apresentadas na noite, da pré-estreia. Evento que ocorrerá na sede da entidade, no Parque do Chimarrão.

 MODALIDADES E COMPROMISSO

Foto: Cristiano Schuster/Divulgação / Folha do Matexx


Além das danças tradicionais, de salão e chula, as modalidades individuais também são incentivadas aos pequenos artistas do grupo pré-mirim, como a Declamação e o Canto.
Um dos declamadores é Luís Felipe Neves. Ele, neste domingo, junto com o casal Rafael Schuster e Ana Carolina Freitas com Danças Gaúchas de Salão estarão se apresentando no Salão de Eventos Machry, para um grupo de visitantes que realiza um passeio turístico, pelo interior de Venâncio Aires.

COORDENADORES
Cada invernada tem o um grupo de coordenadores que acompanham o desempenho da invernada, bem como organizam as atividades e a operacionalidade das ações. Patricia Beatriz Padilha e o casal Deise e Silvio Stertz dividem as responsabilidades em torno da invernada Pré-Mirim. Eles, ao lado da patronagem, lançaram em dezembro do ano passado o PréMiart, em âmbito estadual, que está marcado para o dia 15 de outubro. As competições devem abranger as modalidades de Danças Tradicionais, Danças de Salão, Intérprete Solista Vocal e Declamação, envolvendo a faixa etária até nove anos.

Na noite, a coordenadora Patrícia Padilha comandou a reunião com os pais que tratou sobre os valores dos vestidos novos das prendinhas; das pilchas dos peões e compra de botas. Para isto, segundo a coordenadora, deverá ser organizada uma pastelada para auxiliar os custos. Também haverá a escolha do casal propaganda do Premiart. Para isto, um método antigo será utilizado, com a venda de votinhos pelo grupo de crianças, além de também auxiliar nas despesas, o casal com o maior número de vendas será o representante do grupo para a divulgação do evento. A venda dos votos devem ocorrer até o dia 3 de março.


 PROJETOS E AÇÕES SE ESTRUTURAM NOS CTGS

Os dois primeiros meses do ano já demonstram que os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) de Venâncio Aires e Região estão com as atividades bem estruturadas. Enquanto Prendas e Peões regionais e de entidades se mobilizam para realizar projetos e ações a fim de participarem dos concursos, em âmbito estadual e regional, os braços dos integrantes se estendem para arrecadar fundos, através de pasteladas, busca de parcerias e ações promocionais que visam auxiliar nas despesas dos departamentos culturais e artísticos, especialmente.
A Cultura Gaúcha da Folha do Mate, que tem acompanhado de perto, ao longo dos anos, as manifestações artísticas-culturais e campeiras das nossas entidades tradicionalistas, adentra os galpões para registrar a movimentação e ver como andam as atividades e os projetos para 2017. Nesta primeira caminhada visitamos o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Erva-Mate, no Parque Municipal do Chimarrão, na última quarta-feira, à noite. Por lá encontramos o grupo da Invernada Pré-Mirim, acompanhado por seus pais, coordenadores e instrutores. Próxima etapa será com uma invernada do CTG Chaleira Preta, em Linha Bem Feita.


 Coordenadora: Patrícia Beatriz Padilha

Thaís Schuster e Diego Goethel são instrutores da Invernada Pré-Mirim

 

 

Comentários


PERFIL

Beatriz Colombelli


De telefonista/recepcionista, supervisora de escola infantil, mãe de Prenda, Patroa de entidade tradicionalista, palestrante e avaliadora de concursos de prendas e peões, à Colunista no 'Cultura Gaúcha', lá se vão mais de 20 anos. Desde agosto de 2011, integra a equipe do Jornal Folha do Mate, como revisora e futura jornalista, pois nos bancos acadêmicos busca o sonho de infância.

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
ÚLTIMOS POSTS