Venâncio-airenses participam de seminário em Encruzilhada

por: Beatriz Colombelli
Data: 20/10/2018 | 10:00

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Sinuelo da Liberdade, de Encruzilhada, realizou o 2º Seminário da Juventude Gaúcha, no domingo, 14, sobre 'Os jovens como guardiões da cultura gaúcha'. Quem esteve por lá, compartilhando conhecimentos e retornando às origens foi a tradicionalista Manoela Carvalho, de Venâncio Aires.

Foto: Arquivo pessoal / Divulgaçãoxx
Manoela Carvalho, Marina Mayer, Gabriela Rigão e Juliane Carvalho

 Ela que é madrinha da gestão de prendas e peões da 24ª Região Tradicionalista, esteve mediando as atividades, acompanhada da afilhada, 1ª Prenda da 24ª Região Tradicionalista, Marina Mayer. Também participaram das atividades, a 1ª Prenda da 13ª RT, Gabriela Rigão e a 1ª Prenda da 15ª RT, Juliane Carvalho. Segundo Marina Mayer, a 'roda de conversa' passou pelos jovens, famílias, tecnologia e internet. 

Na sua página no facebook, Manoela Carvalho assim se expressou: "Compartilhar uma tarde de domingo com minha afilhada Marina Mayer, com as prendas da 13a e 15a RT, Gabriela Sarturi Rigão e Juliane Carvalho e tantos tradicionalista que lá estiveram foi sensacional. Que mais momentos como este sejam realizados, pois só assim nos tornamos não apenas tradicionalista, mas sim pessoas melhores, mais tolerantes e capazes de viver em harmonia em um mundo tão complicado!"

 

 

A comunicação no meio tradicionalista

por: Beatriz Colombelli
Data: 16/10/2018 | 19:38

Tchêncontro estadual destaca os meios de comunicação
Fotos: Beatriz Colombelli / Folha do Matexx
Professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Dilmar Paixão palestrou sobre os meios de comunicação, histórias e legados, para cerca de 1.200 jovens, no Tchêencontro da Juventude, em Canoas

Uma garoa fininha nos acompanhou, no  sábado, 14, de Venâncio Aires a Canoas, na 12ª Região Tradicionalista (12ª RT), coordenada por Fabiano Vencato.. Esta colunista acompanhada pela coordenadora da 24ª RT, Luce Carmen da Rosa Mayer, a 1ª Prenda da 24ª RT, Marina Mayer, e tendo na direção o experiente motorista, Dalmo Mayer, ele que também é presidente da Associação Tradicionalista Venâncio-Airense (ATVA), se encontraram com a delegação da 24ª RT, composta por mais 25 representantes de entidades da Capital do Chimarrão e do Vale do Taquari.

O Objetivo? Participar do XXVIII Tchêncontro Estadual da Juventude Gaúcha, realizada pelo Departarmento Jovem Central, com a direção de Marcos Saldanha Júnior. Por sinal, um grandioso evento. Estão de parabéns, estes jovens que não medem esforços para dar vida e voz, ao Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), que aliás é fruto dos jovens de 1947. Mas o que tem a ver toda esta introdução para falar de comunicação? 

Nossa vida é um conjunto de signos. Segundo Edward Lopes: 

[....] "Para que uma língua cumpra os seus fins é necessário que os membros de uma comunidade, que compartilham as mesmas experiências coletivas se coloquem previamente de acordo quanto ao sentido que vão atribuir às partes da corrente sonora que emitem e ouvem..."

Foi lá, no Salão Paroquial do Santuário São Cristovão, em Canoas, que os 'Meios de Comunicação' e suas histórias, representando 26 legados, tiveram espaço para cerca de 1.200 jovens do Rio Grande do Sul. Trabalhos, que infelizmente não foi gravado, porém combinamos com o diretor do Departamento Jovem Central do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Marco Saldanha Júnior que serão compilados por esta colunista, para entrar nos anais da história.

É motivo de honra assim fazê-lo. Pois, nesta edição do Tchêncontro, além do resgate cultural sobre as diversas formas de comunicação realizada por 26 Regiões Tradicionalistas, que nos legaram ao longos dos anos, páginas da nossa históriados anos, um dos trabalhos conta um pouco da história dos 46 anos da Folha do Mate e os 15 anos da Coluna Cultura Gaúcha que se iniciou em um dia 5 de dezembro..

O trabalho foi apresentado pela 24ª RT, e teve a participação das entidades: CTG Erva-Mate, Chaleira Preta, GF Essência da Tradição e CTG Lenço Branco (Venâncio Aires); CTG Tropilha Farrapa e Bento Gonçalves (Lajeado); CTG Querência do Arroio do Meio (Arroio do Meio); CTG Rincão das Coxilhas (Teutônia); e GAN Anita Garibaldi (Encantado). Música, de autoria do nosso sempre colaborador Libório Wilges do GAN Estância Nativa, acompanhados pelos jovens, Jardel Royer e Matheus Moraes, teatro e poesia de autoria desta colunista, em apenas dez minutos, mas deu para emocionar.

PALESTRA

O professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Dilmar Xavier da Paixão, abordou o tema "As comunicações com o tradicionalismo". O palestrante iniciou a palestra questionando como queremos que o MTG prossiga se apenas discussões e problemas restringem-se às notícias sobre o nosso tradicionalismo? Como estamos escrevendo a nossa história? Ele também afirmou que quem tem a informação tem o poder, mas questionou se sabemos exatamente quantos tradicionalistas fazem parte do nosso movimento. Com isso, também provocou os jovens a ocupar os seus espaços com seriedade e informação com credibilidade.

Paixão destacou, ainda, que existiu um mundo sem internet, porém "estamos seguindo o processo e começamos um mundo novo, por isso é importante a renovação, inclusive da Estância da Poesia Crioula", afirmou.  

1ª Prenda do RS, Jéssica Thaís, Herrera, Dilmar Paixão, vice-presidente administrativa e finanças do MTG, Elenir Winck e o diretor do Departamento Jovem, Marco Saldanha Junior
1ª Prenda do RS, Jéssica Thaís, Herrera, Dilmar Paixão, vice-presidente administrativa e finanças do MTG, Elenir Winck e o diretor do Departamento Jovem, Marco Saldanha Junior

IMPRESSÃO DA COLUNISTA

Se tive a oportunidade de participar do XXVII Tchêncontro Estadual da Juventude Gaúcha, representando a Folha do Mate, também sai de lá com mais certeza de estar no caminho certo da comunicação, contando os feitos e fatos da nossa tradição gaúcha. E instigada  buscar compilar todos os dados às futuras gerações. Riquezas de informações que não podem ser perder no tempo, junto à juventude do Movimento. 

1ª Prenda do RS, Renata da Silva, gestão 2017/18 e Dilmar Paixão
1ª Prenda do RS, Renata da Silva, gestão 2017/18 e Dilmar Paixão
As fases da Folha do Mate e os 15 anos da Cultura Gaúcha passaram pelo palco
As fases da Folha do Mate e os 15 anos da Cultura Gaúcha passaram pelo palco

 

 

Festival de danças tradicionais espontâneas

por: Beatriz Colombelli
Data: 10/10/2018 | 19:16

Foto: arte/Rodrigo Kist / Folha do Matexx

O Movimento Tradicionalista Gaúcho realiza, nos dias 13 e 14 de outubro, mais uma edição do Festival Gaúcho de Danças (Fegadan). O evento ocorrerá na sede do Centro Olímpico Municipal, em Canoas, na 12ª Região Tradicionalista, realizado pela vice-presidência artística do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), atualmente comandada por Rodrigo Moura.

FEGADAN

Criado em 2015, o festival tem "como principal objetivo a divulgação das danças tradicionais gaúchas que primam pela espontaneidade no bailar, baseando-se nas obras publicadas por João Carlos Paixão Côrtes e Luiz Carlos Barbosa Lessa". Segundo,Rodrigo de Moura, o festival foi sucesso desde a primeira edição, valorizando esse estilo que é mais popular na serra gaúcha, mas que a cada ano mobiliza mais grupos em todo o Rio Grande do Sul.

CATEGORIAS
Os concursos são divididos em cinco categorias: 
Mirim: participantes até 13 anos
Juvenil: 17 ANOS
Adulta: mínimo 15 anos
Veterana: no mínimo 30 anos
Xiru: mínimo 40.

Segundo o regulamento, os concorrentes de categorias inferiores podem subir de categoria e competir com as categorias superiores, com exceção das categorias veterana e xiru, que deverão obedecer à idade mínima.

MODALIDADES
As modalidades do Fegadan são Danças tradicionais (mirim, juvenil, adulta, veterana e xiru) e Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho. Paralelamente aos concursos de cada categoria serão desenvolvidos os concursos de indumentária mais autêntica, musical mais autêntico e mais fiel aos temas apresentados e Melhor acampamento.

Os primeiros colocados de cada uma das categorias de danças tradicionais estarão automaticamente classificados para a final do festival do ano seguinte.

PREMIAÇÕES
Danças Tradicionais: troféu de 1º a 5º lugares para todas as categorias de dança
Indumentárias mais autênticas: até o 3º lugar em cada modalidade e categoria

Musicais: serão agraciadas, com troféus, de acordo com sua classificação, até o 3º lugar, os musicais mais autênticos do evento, independente de categoria.

Melhor acampamento: as entidades acampadas estarão concorrendo ao troféu

TROFÉU FEGADAN
Será agraciado com troféu 'Fegadan', de acordo com sua classificação, a entidade com maior pontuação entre todos os concursos realizados. O troféu é rotativo, sendo que para uma entidade ficar com ele em definitivo deverá vencer três vezes consecutivas ou cinco vezes intercaladamente. A pontuação para levar o troféu está assim distribuída: 1º lugar, 10 pontos; 2º lugar, 8 pontos; 3º lugar, 5 pontos; 4º lugar, 3 pontos; 5º lugar, 2 pontos.

DANÇAS DO TROPEIRISMO GAÚCHO 'BIRIVAS'
Os participantes classificados em primeiro lugar serão reconhecidos pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), estando classificados para representar o Rio Grande do Sul no Rodeio de Campeões e Festival Nacional de Arte e Tradição Gaúcha (Fenart).

 (Fonte: Sandra Veroneze - assessora de imprensa/MTG)

 
Páginas:
12345...Próximo
PERFIL

Beatriz Colombelli


De telefonista/recepcionista, supervisora de escola infantil, mãe de Prenda, Patroa de entidade tradicionalista, palestrante e avaliadora de concursos de prendas e peões, à Colunista no 'Cultura Gaúcha', lá se vão mais de 20 anos. Desde agosto de 2011, integra a equipe do Jornal Folha do Mate, como revisora e futura jornalista, pois nos bancos acadêmicos busca o sonho de infância.

BUSCA
CATEGORIAS
LINKS ÚTEIS
ÚLTIMOS POSTS